sicnot

Perfil

Mundo

Homem acusado de homicídio nos EUA após descoberta de oito cadáveres em casa

Um homem foi acusado de homicídio no estado norte-americano do Texas depois de os corpos crivados de balas de seis crianças e dois adultos terem sido encontrados no interior de uma casa, informaram as autoridades no domingo.

© ERIC THAYER / Reuters

Os oito cadáveres foram descobertos no sábado por agentes de Harris County, que se deslocaram à residência na área de Houston, depois de um familiar ter contactado a segurança social.

As vítimas foram encontradas nos três quartos da casa. Elas foram baleadas múltiplas vezes, e algumas foram manietadas com algemas de metal, disse o investigador Craig Clopton à imprensa.

Os agentes tentaram inicialmente contactar os residentes no interior da casa, antes de avistarem o corpo de uma criança através da janela, disse o vice-chefe Tim Cannon.

Os polícias acabaram por forçaram a sua entrada no interior da residência, mas retiraram após terem sido recebidos com gás pimenta e tiros.

Negociadores de uma unidade policial convenceram mais tarde o alegado atacante a render-se, disse Cannon.

A polícia identificou o homem como David Conley, de 48 anos.

A televisão KHOU informou que o homem era alvo de um mandado por agressões a um membro da família.

Lusa

  • Tiroteio no Mississipi provoca oito mortos
    1:23

    Mundo

    Oito pessoas morreram, incluindo um polícia, depois de um tiroteio no estado norte-americano do Mississipi, nos Estados Unidos da América. O suspeito, um homem de 36 anos, já foi detido, mas as autoridades dizem que ainda é cedo para saber os motivos.

  • Milhares de brasileiros protestam na Praia de Copacabana contra Temer
    3:04
  • Portugal vai voltar a poder levantar a voz em Bruxelas
    1:40
  • Trump adia decisão sobre permanência nos acordos de Paris
    1:48
  • Polícia usa gás lacrimogéneo para dispersar manifestantes contra cimeira do G7
    2:28

    Mundo

    A cimeira do G7 terminou este sábado com confrontos entre manifestantes e a polícia na ilha italiana da Sicília e sem o compromisso de Donald Trump sobre o Acordo de Paris para a redução de emissões de dióxido de carbono. O Presidente dos EUA fez saber na rede social Twitter que vai tomar a decisão final durante a próxima semana.