sicnot

Perfil

Mundo

Jornalistas proibidos de acompanhar tomada de posse de membros do Governo timorense

O gabinete de imprensa da Presidência da República timorense impediu hoje os jornalistas de acompanhar a tomada de posse dos novos membros do executivo timorense, alegando falta de espaço na sala onde decorria a cerimónia.

© Hugo Correia / Reuters

Essa proibição, sem qualquer aviso prévio, impediu os jornalistas de recolher imagens ou som da cerimónia de tomada de posse, com os jornalistas obrigados a ficar no exterior, sem acesso a qualquer vídeo do interior e sem acesso a áudio do discurso do Presidente da República, Taur Matan Ruak.

Questionado pela Lusa, um dos responsáveis do gabinete da Presidência disse que a decisão se devia à "falta de espaço" na sala, argumento pouco válido como era evidente pelas muitas zonas vazias do salão nobre, onde os convidados acompanharam de pé a tomada de posse.

"Depois nós é que distribuímos fotos", disse Paizinho Tilman.

Os jornalistas conseguiram apenas ouvir os hinos e os juramentos dos novos membros do Governo mas não o discurso do chefe de Estado.

Recorde-se que hoje concretizou-se a primeira remodelação no executivo, necessária depois da morte no início do junho de Fernando La Sama de Araújo, ministro de Estado e Coordenador dos Assuntos Sociais e ministro da Educação.

António da Conceição, que era até hoje ministro do Comércio, Indústria e Ambiente, tomará posse como ministro de Estado, Coordenador dos Assuntos Sociais e ministro da Educação.

Constâncio da Conceição Pinto foi promovido de vice-ministro para ministro do Comércio, Indústria e Ambiente, tendo tomado posse como vice-ministro Filipus Nino Pereira.

Lusa

  • Negócios do fogo
    22:00

    Reportagem Especial

    Todos os anos, o Estado gasta centenas de milhões de euros para financiar os meios de combate aos incêndios. A reportagem especial da SIC denuncia falta de rigor e clareza em muitos dos negócios.

  • Porque têm as tempestades nomes?
    0:49

    País

    As tempestades passaram a ter um nome, partilhado pelos serviços de meteorologia de Portugal, França e Espanha. Nuno Moreira, chefe de divisão de previsão meteorológica do IPMA, foi convidado da Edição da Noite da SIC Notícias para explicar que este método é também uma forma de sinalizar a dimensão das tempestades.

  • "Não podemos gastar o dinheiro e depois os filhos e os netos é que pagam"
    2:05

    Opinião

    Miguel Sousa Tavares analisou esta segunda-feira, no habitual espaço de comentário no Jornal da Noite, o reembolso antecipado ao FMI. O comentador da SIC defendeu que seria mais vantajoso se Portugal reembolsasse mais depressa, antes da subida das taxas de juro. Miguel Sousa Tavares considerou ainda que o reembolso da dívida é uma boa notícia, pois seria "desleal" deixar a dívida para "os filhos e os netos" pagarem.

    Miguel Sousa Tavares

  • Os efeitos da tempestade Ana em Portugal
    1:43
  • Fortes nevões no norte da Europa
    0:59

    Mundo

    A tempestade Ana não causou apenas estragos em Portugal, mas também na Galiza, com a queda de árvores e cheias nas zonas ribeirinhas. No norte da Europa, as baixas temperaturas provocaram fortes nevões e paralisaram a Grã-Bretanha, com voos cancelados, escolas fechadas e estradas cortadas.