sicnot

Perfil

Mundo

Primeiro-ministro japonês pede desculpa por ter gasto 45 milhões com o novo estádio olímpico

O primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, pediu hoje desculpa pela decisão de rever por completo o projeto original do novo estádio olímpico de Tóquio, que já custou ao país 45 milhões de euros.

© Reuters Staff / Reuters

"Sinto muito por se ter gastado uma quantidade tão grande de verbas públicas, que são já irrecuperáveis", afirmou Abe, perante o parlamento nipónico.

A 17 de julho, o governo anunciou uma "revisão completa dos planos" de construção do estádio, que deverá ser palco principal dos Jogos Olímpicos Tóquio2020, projetado pela arquiteta iraquiana Zaha Hadid.

Na base de decisão estiveram os elevados custos da obra, cerca de dois mil milhões de euros, que muitos classificam como faraónica.

O Japão vai abrir um concurso para escolher um novo projeto e os responsáveis acreditam que a construção poderá começar no início do próximo ano.

Devido aos atrasos, o novo estádio nacional do Japão apenas será inaugurado três meses antes do início dos Jogos Olímpicos de Tóquio, em 2020.

Lusa

  • Outros casos de fuga de prisões portuguesas
    2:58

    País

    Nos últimos cinco anos, 52 reclusos fugiram de cadeias portuguesas, mas foram todos recapturados. Entre 1999 e 2009, fugiram oito reclusos da prisão de Caxias. Em 2005, um homem condenado a 21 anos de prisão fugiu de Coimbra, viajando por França e pela Polónia. Manuel Simões acabou por ser detido no regresso a Portugal.

  • Portugal sem resposta de Moçambique sobre português desaparecido em Maputo
    1:25

    País

    Portugal tem tentado, sem sucesso, obter respostas das autoridades moçambicanas sobre o rapto de um empresário português há sete meses. De acordo com a notícia avançada este domingo pelo jornal Público, uma carta enviada há duas semanas pelo Presidente da República ao homólogo moçambicano não teve resposta. O Governo de Moçambique tem ignorado pedidos de informação das autoridades portuguesas.

  • Táxi capaz de sobrevoar filas de trânsito ainda este ano no Dubai

    Mundo

    É o sonho de muitos que passam horas intermináveis em filas de trânsito. Trata-se de um drone com capacidade para transportar pessoas. "Operações regulares" deste insólito aparelho terão início em julho, no Dubai. O anúncio foi feito pela entidade que gere os transportes da cidade. Apenas um passageiro, com o peso máximo de 100 kg, pode seguir viagem neste táxi revolucionário, capaz de sobrevoar vias congestionadas pelo trânsito.