sicnot

Perfil

Mundo

Primeiro reator ativo amanhã após dois anos sem energia nuclear no Japão

Depois de dois anos sem energia nuclear no Japão, vai ser reativado, amanhã, o primeiro reator. As centrais nucleares japonesas foram encerradas em setembro de 2013.

O acidente nuclear provocado pelo tsunami de 11 de março de 2011 em Fukushima levou ao encerramento de 43 reatores. Desde então, o Japão estabeleceu critérios de segurança mais apertados.


O reator número 1 de Sendai é ativado amanhã e deverá começar a gerar energia elétrica na sexta-feira, dia 14. É o primeiro a cumprir as novas regras de segurança. Em outubro está prevista a reativação de uma segunda unidade. O processo tem tido a supervisão da autoridade reguladora nuclear.


Ainda assim, mais de metade da população está contra a energia nuclear por ter receio de um novo acidente.

  • PSD está a "perder terreno" na escolha de candidato a Lisboa
    1:46

    País

    Quem o diz é Luís Marques Mendes: o PSD perde na demora da escolha de um candidato para a Câmara de Lisboa. O líder Passos Coelho rejeita apoiar a candidatura de Assunção Cristas e garante que o partido vai ter um candidato próprio. Segundo o comentador da SIC, o último convite foi dirigido a José Eduardo Moniz.

  • Trump não escreve todos os tweets, mas dita-os

    Mundo

    O Presidente eleito dos EUA não escreve todos os tweets que são publicados na sua conta desta rede social, mas dita-os aos seus funcionários. Numa entrevista a um ex-secretário de Estado britânico, Donald Trump explica como usa a sua conta e garante que depois de ser investido Presidente, vai continuar a usar o Twitter para defender-se da "imprensa desonesta".

  • Depressão pode ser mais prejudicial para o coração do que a hipertensão

    Mundo

    Um estudo recente estabelece uma nova ligação entre depressão e distúrbios cardíacos. De acordo com a investigação publicada na revista Atheroscleroses, o risco de vir a sofrer de uma doença cardíaca grave é quase tão elevado para os homens que sofram de depressão, do que para os que tenham colesterol elevado ou obesidade, e pode mesmo ser maior do que para os que sofram de hipertensão.