sicnot

Perfil

Mundo

Birmânia repatria 159 migrantes do Bangladesh resgatados há meses na sua costa

A Birmânia repatriou 159 cidadãos do Bangladesh resgatados dos barcos à deriva nas suas costas em maio, informaram hoje as autoridades, de acordo com a AFP.

© Soe Zeya Tun / Reuters

Este é o mais recente grupo a ser repatriado depois da crise dos migrantes no sudeste asiático.

Mais de 800 homens, mulheres e crianças foram resgatados dos barcos abandonados pelos contrabandistas na Baía de Bengala nos últimos meses, depois de a Tailândia ter aumentado o controlo sobre as redes de tráfico humano, deixando os migrantes ao abandono em terra e no mar.

Isso conduziu a um longo processo de verificação entre a Birmânia e o Bangladesh para determinar a nacionalidade dos migrantes, sem que nenhum dos países os quisesse aceitar inicialmente.

Na segunda-feira, as autoridades birmanesas entregaram 159 pessoas aos seus homólogos do Bangladesh, segundo a imprensa estatal da Birmânia, que mostrava uma fila, formada sobretudo por jovens, a atravessar uma ponte escoltados por soldados armados.

O processo de verificação dos migrantes não foi ainda concluído.

"Os restantes 230 nacionais do Bangladesh vão ser transferidos assim que possível. Do lado do Bangladesh estão a levar a cabo um rigoroso processo de verificação", disse um responsável governamental no estado de Rakhine à AFP, sob a condição de anonimato.

O responsável disse que as entregas dos últimos grupos foram atrasadas devido às devastadoras inundações registadas na Birmânia nas últimas semanas.

Outros grupos de migrantes regressaram ao Bangladesh em junho e julho.

A operação contra as redes de tráfico humano na Tailândia, no início de maio desencadeou uma crise migratória, com o abandono de barcos com milhares de migrantes nas águas da Indonésia, Malásia e Tailândia.

Mais de 5.000 nacionais do Bangladesh e da minoria étnica 'rohingya' desembarcaram desde então na Indonésia e Malásia, países que a 20 de maio se comprometeram a acolher todos os imigrantes à deriva no mar, desde que a comunidade internacional se comprometa a repatriá-los ou levá-los para um país terceiro no prazo de um ano.

A etnia muçulmana 'rohingya' é alvo de perseguição no oeste da Birmânia e também não é bem-recebida no Bangladesh.

Lusa

  • Outros casos de fuga de prisões portuguesas
    2:58

    País

    Nos últimos cinco anos, 52 reclusos fugiram de cadeias portuguesas, mas foram todos recapturados. Entre 1999 e 2009, fugiram oito reclusos da prisão de Caxias. Em 2005, um homem condenado a 21 anos de prisão fugiu de Coimbra, viajando por França e pela Polónia. Manuel Simões acabou por ser detido no regresso a Portugal.

  • Portugal sem resposta de Moçambique sobre português desaparecido em Maputo
    1:25

    País

    Portugal tem tentado, sem sucesso, obter respostas das autoridades moçambicanas sobre o rapto de um empresário português há sete meses. De acordo com a notícia avançada este domingo pelo jornal Público, uma carta enviada há duas semanas pelo Presidente da República ao homólogo moçambicano não teve resposta. O Governo de Moçambique tem ignorado pedidos de informação das autoridades portuguesas.

  • Táxi capaz de sobrevoar filas de trânsito ainda este ano no Dubai

    Mundo

    É o sonho de muitos que passam horas intermináveis em filas de trânsito. Trata-se de um drone com capacidade para transportar pessoas. "Operações regulares" deste insólito aparelho terão início em julho, no Dubai. O anúncio foi feito pela entidade que gere os transportes da cidade. Apenas um passageiro, com o peso máximo de 100 kg, pode seguir viagem neste táxi revolucionário, capaz de sobrevoar vias congestionadas pelo trânsito.