sicnot

Perfil

Mundo

Conselho de Segurança da ONU apela à retoma do diálogo no Burundi

O Conselho de Segurança da ONU exortou na segunda-feira o governo do Burundi a retomar imediatamente o diálogo com a oposição para pôr fim à espiral de violência que assola aquele país africano.

Jerome Delay

"Os membros do Conselho expressaram a sua profunda preocupação com a situação política e de segurança no Burundi e apelaram à retoma imediata de um diálogo aberto para alcançar uma paz duradoura", disse à imprensa a embaixadora da Nigéria na ONU, Joy Ogwu.

Os 15 membros do Conselho de Segurança apoiaram a proposta do secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, de enviar um mediador para o Burundi, durante uma reunião de urgência à porta fechada pedida pela França, segundo os diplomatas presentes.

A embaixadora da Nigéria, que assumiu a presidência rotativa do Conselho, assegurou aos jornalistas que Ban Ki-moon enviará em breve um mediador.

O Burundi vive uma grave crise política e de segurança, depois do anúncio, no final de abril, da candidatura do Presidente Pierre Nkurunziza a um terceiro mandato, denunciado pela oposição, sociedade e Igreja Católica.

O secretário-geral adjunto das Nações Unidas para os Direitos Humanos, Ivan Simonovic, disse ao Conselho de Segurança que, pelo menos 94 pessoas foram mortas desde o início da crise em abril.

Cerca de 600 pessoas foram detidas ou presas e 40 casos de tortura sob custódia da polícia foram denunciados, acrescentou.

O diálogo entre o governo e a oposição está suspenso desde 19 de julho.

Lusa

  • Corpos de portuguesas trasladados segunda-feira 
    1:27
  • Incendiários vão passar o verão com pulseira eletrónica

    País

    Os tribunais vão poder condenar os incendiários a penas de prisão domiciliária, com pulseira eletrónica, durante as épocas de incêndio. A nova lei foi aprovada na semana passada, na Assembleia da República, e aguarda a promulgação do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

  • Estado vai tomar posse de terras abandonadas

    País

    O Governo vai recorrer ao Código Civil para permitir que o Estado tome posse de terras ao abandono. À margem da entrevista ao Expresso, o primeiro-ministro anunciou que o Governo irá acionar o artigo 1345º do Código Civil, que estabelece que as coisas imóveis sem dono conhecido se consideram do património do Estado.

  • "Trump, deixe-me ajudá-lo a escrever o discurso"
    0:47

    Mundo

    Arnold Schwarzenegger diz que Donald Trump tem o dever moral de se opor ao ódio e ao racismo. Num vídeo publicado nas redes sociais, o ator norte-americano e antigo governador da Califórnia encenou o discurso que Donald Trump devia ter. 

  • Hino da SIC tocado pela viola beiroa
    2:22