sicnot

Perfil

Mundo

Detenção de Netanyahu pedida em petição na página do parlamento britânico na Internet

Uma petição, com mais de 30.000 assinaturas, foi hoje publicada na página do parlamento britânico na Internet para a realização de um debate relativo à detenção do primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, quando este visitar o Reino Unido em setembro.

© POOL New / Reuters

O responsável pela publicação da petição foi o cidadão britânico Damian Moran, que solicita a detenção de Benjamin Netanyahu por suspeita de "crimes de guerra" aquando do "massacre de 2014 que matou mais de 2.000 civis", um crime punível segundo a legislação internacional.

Em julho passado, a página do parlamento estreou um sistema que permite aos utilizadores enviarem petições através da Internet, garantindo que as preocupações dos cidadãos chegam ao governo e aos deputados.

O governo garante dar resposta a todas as petições que reúnam mais de 10.000 assinaturas, e que as ultrapassam as 100.000 serão agendadas para debate.

As petições têm um prazo de seis meses, a partir do momento em que são tornadas públicas, para reclamar apoios.

Lusa

  • Bernardo Silva no City? O que Pep Guardiola disse ao português na Champions
    0:34
  • A promessa e a peregrinação do Presidente no Luxemburgo
    2:28
  • "O Brasil não parou e não vai parar"
    1:33

    Mundo

    O Presidente do Brasil diz ter condições para continuar à frente do Palácio do Planalto. Num vídeo publicado no Twitter, Michel Temer garante que o país não parou, nem vai parar, mas há uma nova gravação que pode comprometer o futuro do chefe de Estado.

  • Trump empurra líder do Montenegro para ficar à frente na fotografia

    Mundo

    A reunião de líderes dos Estados-membros da NATO, que decorreu esta quinta-feira em Bruxelas, na Bélgica, ficou marcada por um momento insólito em que o Presidente norte-americano não quis abdicar de ficar no melhor plano possível nas fotografias de grupo. Nem que para isso tenha sido necessário empurar o líder de outro país.

  • O humor de John Kerry nas críticas a Trump
    0:40

    Mundo

    John Kerry criticou as ligações de Donald Trump com a Rússia durante um discurso de abertura, na Universidade de Harvard. O ex-secretário de Estado norte-americano disse, em tom de brincadeira, que se os jovens querem vingar na política, devem primeiro aprender a falar russo.

  • O papel da religião no quotidiano
    24:57