sicnot

Perfil

Mundo

Mais de 10.000 pessoas retiradas de localidade devido a fuga de amoníaco na China

Mais de 10.000 pessoas foram retiradas de uma localidade no sudoeste da China devido a uma fuga de amoníaco de uma fábrica de fertilizantes, escreve hoje o jornal West China City Daily.

Mark Schiefelbein

O incidente ocorreu na noite de segunda-feira no distrito de Dingshui, da cidade de Nanchong, por volta das 22:30 locais (15:30 em Lisboa), na sequência de uma fuga do gás na empresa Chuanlong Chemical, segundo o diário.

Segundo as autoridades locais, os residentes foram avisados imediatamente, o que fez com que muitos abandonassem a zona a pé, de moto e de carro, provocando grandes engarrafamentos nas estradas das imediações.

A fuga de amoníaco foi controlada esta manhã, embora o ar mantenha um forte odor.

O amoníaco é um gás incolor altamente tóxico que, inalado durante um período de tempo prolongado, pode queimar a garganta e os pulmões.

Enquanto são investigadas as causas do incidente, alguns moradores queixaram-se de que a fábrica não deveria ter sido construída numa zona tão povoada, refere o West China City Daily.

Lusa

  • "Estou a ficar sem água, vai ser um trabalho inglório"
    1:06

    País

    A SIC teve acesso a comunicações entre operacionais que estavam no terreno a combater os incêndios no distrito de Viseu. Nestes registos áudio, é percetível a falta de meios no terreno ou até mesmo estradas que não foram cortadas porque não havia elementos da GNR disponíveis.

  • "Quem está no Governo tem sérias responsabilidades"
    1:07

    Opinião

    Pacheco Pereira aponta falhas do Estado, dos bombeiros e da Proteção Civil como causa dos incêndios que assolaram o país no passado domingo. O comentador da SIC considera que o Governo tem responsabilidade perante o que aconteceu.

  • Presidente das Indústrias de Madeira diz que fogos estão a afetar o setor
    0:39

    País

    A Associação das Indústrias de Madeira e Mobiliário desvaloriza que os industriais do setor possam comprar madeira mais barata, em resultado dos incêndios florestais. Em entrevista na SIC Notícias, o presidente da associação, Vítor Poças, considera que os fogos estão a prejudicar gravemente a indústria.

  • Um retrato devastador do "pior dia do ano"
    2:47