sicnot

Perfil

Mundo

Troca de tiros de domingo leva autoridades a declarar estado de emergência no Missouri

Troca de tiros de domingo leva autoridades a declarar estado de emergência no Missouri

A violência dos últimos dias em Ferguson, levou as autoridades a declararem estado de emergência no Missouri, nos Estados Unidos. Ontem à noite pelo menos 12 pessoas foram detidas no quarto dia consecutivo de protestos que assinalam o primeiro aniversário da morte de Michael Brown.

  • Doze detidos em protestos que assinalaram a morte de Michael Brown em Ferguson

    Mundo

    Doze pessoas foram detidas ontem em Ferguson naquela que foi a quarta noite consecutiva de protestos que marcam um ano da morte de Michael Brown. Depois de um dia de protestos pacíficos, a noite trouxe às ruas cerca de 200 manifestantes que atiraram garrafas e pedras e bloquearam uma via de trânsito de uma estrada movimentada do estado norte-americano do Missouri.

  • Duas pessoas baleadas durante homenagem a Michael Brown nos EUA

    Mundo

    Pelo menos duas pessoas foram baleadas durante as cerimónias de homenagem a Michael Brown, um jovem negro abatido há um ano por um polícia em Ferguson. Os disparos ocorreram quando a polícia tentava dispersar um grupo de manifestantes que partiu montras, assaltou lojas e tentou bloquear o trânsito no percurso definido pela marcha.

  • "É pesado dizer a miúdos que ainda ontem os pais estavam a ensinar o atar ténis que vão ficar em prisão preventiva"
    2:49
  • Pecado da gula ameaça maior anfíbio do mundo

    Mundo

    O maior anfíbio do mundo está em sério risco de extinção. Iguaria muito apreciada no Oriente, a salamandra-gigante-da-China já praticamente desapareceu do seu habitat natural, concluiu uma pesquisa realizada durante quatro anos. Em contraste, milhões de animais são reproduzidos em cativeiro e têm como destino restaurantes de luxo.

  • Gases tóxicos expelidos pelo Kilauea ameaçam a população no Havai
    1:51
  • Gilberto Gil cancela atuação em Israel

    Cultura

    O músico brasileiro Gilberto Gil cancelou a atuação que tinha marcada para Telavive, em Israel, no dia 4 de julho, na sequência de protestos em Gaza durante os quais o exército daquele país matou 60 palestinianos.