sicnot

Perfil

Mundo

Um suspeito do ataque em loja IKEA na Suécia já foi ouvido e nega factos

A polícia tem dois suspeitos do duplo assassínio cometido na segunda-feira numa loja do Ikea na Suécia, um dos quais negou os factos e outro que não pode ser ouvido por estar hospitalizado em estado crítico.

© Scanpix Sweden / Reuters

Dois clientes do Ikea, um jovem e a sua mãe, foram mortos, esfaqueados, numa loja em Vasteras, a uma centena de quilómetros a oeste do Estocolmo e os suspeitos do ataque, de 35 e 23 anos, são dois requerentes de asilo eritreus.

A mulher de 55 anos e o filho de 28, originários do norte da Suécia, poderão, segundo os media, ter sido mortos com facas da própria loja, embora a informação não tenha sido confirmada pela investigação.

Os investigadores, que se baseiam em testemunhos e em imagens de vídeo-vigilância, ainda não têm indicações sobre o motivo do crime, pois as vítimas não tinham ligação com os suspeitos, indicou a polícia.

O suspeito mais novo, o de 23 anos, foi interpelado pouco tempo depois dos factos numa paragem de autocarro, devido a indicações de testemunhas.

O alegado homicida "nega os factos que lhe são atribuídos", disse a vice-procuradora encarregada do inquérito, Eva Morén, numa conferência de imprensa.

O segundo suspeito, encontrado gravemente ferido no local dos assassínios, está nos cuidados intensivos e ainda não pode ser ouvido.

A loja do Ikea onde ocorreu o crime está fechada desde segunda-feira e reabrirá na quarta-feira, mas vai suspender a venda de facas, anunciou hoje o seu gerente, adiantando que a decisão que tomou é provisória.

Lusa

  • Novo Banco vai reestruturar dívida de Luís Filipe Vieira
    1:22

    Desporto

    O Novo Banco vai reestruturar parte da dívida da empresa de Luís Filipe Vieira, que ronda os 400 milhões de euros. Parte dos ativos da empresa foram transferidos para um fundo para serem rentabilizados no prazo de cinco anos. Esse fundo está a ser gerido pelo vice-presidente do Benfica.

  • Dono de fábrica que ardeu na Anadia diz que produção não vai ser afetada
    2:04
  • Saco azul do BES pagou a 106 pessoas e 96 avenças ocultas
    2:21

    Economia

    Pelo menos 106 pessoas receberam dinheiro da Espírito Santo Enterprises, a companhia offshore criada nas Ilhas Virgens Britânicas e que terá funcionado como um gigantesco saco azul do Grupo Espírito Santo. O jornal Expresso revelou os primeiros vinte nomes da lista, entre os quais estão Zeinal Bava, antigo CEO da PT, e Manuel Pinho, ex-ministro da economia do Governo de José Sócrates.

  • Tragédia em Vila Nova da Rainha aconteceu há uma semana
    7:18
  • Doze meses de polémicas, ameaças e promessas
    3:52