sicnot

Perfil

Mundo

Vítimas de homicídio em loja do IKEA na Suécia eram mãe e filho

As duas pessoas que na segunda-feira morreram esfaqueadas numa loja do IKEA no centro da Suécia, eram mãe e filho, disse a polícia à AFP.

© Scanpix Sweden / Reuters

"Podemos confirmar que os mortos são uma mulher de 55 anos e o filho de 28 anos", disse à AFP uma porta-voz da polícia de Västerås, Victoria Holmgren.

As autoridades confirmaram as informações reveladas pelo jornal local VLT.

"A mulher e o filho estavam de férias, habitavam outra região do país, mas tinham ligações a Västerås", escreveu o jornal sem citar a fonte.

"Eles tinham ido ao IKEA fazer compras. Passou-se algo na zona dos acessórios de cozinha e eles foram atacados com uma faca", acrescentou o VLT.

A polícia não forneceu detalhes sobre a identidade das duas pessoas mortas no que foi descrito com um "acontecimento louco".

Segundo o diretor da loja, Mattias Johansson, o duplo homicídio ocorreu na zona dos acessórios de cozinha e a polícia suspeita que as vítimas foram escolhidas ao acaso.

A porta-voz do IKEA, Martina Smedberg, disse que o grupo, especialmente aquela loja, não recebeu qualquer ameaça.

Dois indivíduos de 23 e 35 anos foram detidos: um numa paragem de autocarro e outro gravemente ferido no local do crime.

Horas depois do ataque, a polícia de Vasteras, local onde foi cometido o duplo assassínio, ainda eram desconhecidas as motivações do ataque.

"Dois homens foram detidos por suspeita de assassínio. Um deles nasceu em 1992 e foi preso no local e o outro, que ficou ferido, nasceu em 1979", disse o chefe da polícia de Vasteras, Per Agren, acrescentando que o suspeito ferido foi levado para o hospital.

Segundo a polícia, as autoridades receberam a chamada de alerta do IKEA cerca das 13:00 (12:00 em Lisboa).

"No local foram encontrados um homem e uma mulher esfaqueados, que acabaram por morrer em consequência dos ferimentos, e uma outra pessoa que ficou gravemente ferida", referiu a polícia.

A polícia já terá encontrado as armas do crime, mas não especificou quais.

Segundo o diretor da loja, Mattias Johansson, o duplo homicídio ocorreu na zona dos acessórios de cozinha e a polícia suspeita que as vítimas foram escolhidas ao acaso.

A porta-voz do IKEA, Martina Smedberg, disse que o grupo, especialmente aquela loja, não recebeu qualquer ameaça.

Vasteras é uma cidade industrial, a 100 quilómetros de Estocolmo, com cerca de 110 mil habitantes e a quinta maior da Suécia.

Lusa

  • "Cada drama, cada problema, cada testemunho, impressiona muito"
    1:55
  • Clínica veterinária em Tondela recebeu dezenas de animais feridos nos fogos
    2:57
  • Temperaturas sobem até ao final do mês
    1:09

    País

    O tempo não dá tréguas e, até ao final do mês, as temperaturas vão atingir valores acima do normal para esta época do ano. As temperaturas máximas vão subir entre os 25 e os 32 graus. O risco de incêndio aumenta a partir desta segunda-feira em todo o país e os meios aéreos, viaturas, operacionais e equipas de patrulha vão ser reforçados.

  • Maioria das praias do Algarve já não tem nadador-salvador
    2:19

    País

    A lei não obrigada os concessionários a garantir o serviço e, por isso, a esmagadora maioria das praias do Algarve está sem vigilância desde 30 de setembro. Ainda assim, os areais vão atraindo milhares de banhistas com as temperaturas altas que ainda se fazem sentir. Um nadador-salvador recomenda os banhistas a não nadar e, em dias de ondulação, evitar caminhadas à beira-mar.

  • Parlamento catalão vai responder à ativação do artigo 155
    1:54
  • A história por detrás da fotografia que correu (e impressionou) o Mundo

    Mundo

    Depois dos incêndios da semana passada na Galiza, começou a circular na internet e nas redes sociais a imagem de uma cadela que alegadamente levava a sua cria carbonizada na boca. Contudo, a cadela é na verdade macho e chama-se Jacki. Esta é a história do cão que passou os dias após os fogos a recolher animais mortos para os enterrar num campo perto de uma igreja, em Coruxo, Vigo.

    SIC

  • Quando o cão de Macron fez chichi no gabinete do Presidente francês
    0:31