sicnot

Perfil

Mundo

Vítimas de homicídio em loja do IKEA na Suécia eram mãe e filho

As duas pessoas que na segunda-feira morreram esfaqueadas numa loja do IKEA no centro da Suécia, eram mãe e filho, disse a polícia à AFP.

© Scanpix Sweden / Reuters

"Podemos confirmar que os mortos são uma mulher de 55 anos e o filho de 28 anos", disse à AFP uma porta-voz da polícia de Västerås, Victoria Holmgren.

As autoridades confirmaram as informações reveladas pelo jornal local VLT.

"A mulher e o filho estavam de férias, habitavam outra região do país, mas tinham ligações a Västerås", escreveu o jornal sem citar a fonte.

"Eles tinham ido ao IKEA fazer compras. Passou-se algo na zona dos acessórios de cozinha e eles foram atacados com uma faca", acrescentou o VLT.

A polícia não forneceu detalhes sobre a identidade das duas pessoas mortas no que foi descrito com um "acontecimento louco".

Segundo o diretor da loja, Mattias Johansson, o duplo homicídio ocorreu na zona dos acessórios de cozinha e a polícia suspeita que as vítimas foram escolhidas ao acaso.

A porta-voz do IKEA, Martina Smedberg, disse que o grupo, especialmente aquela loja, não recebeu qualquer ameaça.

Dois indivíduos de 23 e 35 anos foram detidos: um numa paragem de autocarro e outro gravemente ferido no local do crime.

Horas depois do ataque, a polícia de Vasteras, local onde foi cometido o duplo assassínio, ainda eram desconhecidas as motivações do ataque.

"Dois homens foram detidos por suspeita de assassínio. Um deles nasceu em 1992 e foi preso no local e o outro, que ficou ferido, nasceu em 1979", disse o chefe da polícia de Vasteras, Per Agren, acrescentando que o suspeito ferido foi levado para o hospital.

Segundo a polícia, as autoridades receberam a chamada de alerta do IKEA cerca das 13:00 (12:00 em Lisboa).

"No local foram encontrados um homem e uma mulher esfaqueados, que acabaram por morrer em consequência dos ferimentos, e uma outra pessoa que ficou gravemente ferida", referiu a polícia.

A polícia já terá encontrado as armas do crime, mas não especificou quais.

Segundo o diretor da loja, Mattias Johansson, o duplo homicídio ocorreu na zona dos acessórios de cozinha e a polícia suspeita que as vítimas foram escolhidas ao acaso.

A porta-voz do IKEA, Martina Smedberg, disse que o grupo, especialmente aquela loja, não recebeu qualquer ameaça.

Vasteras é uma cidade industrial, a 100 quilómetros de Estocolmo, com cerca de 110 mil habitantes e a quinta maior da Suécia.

Lusa