sicnot

Perfil

Mundo

Suspeito reconheceu duplo assassínio numa loja do IKEA na Suécia

Um suspeito, de 36 anos, reconheceu hoje a autoria do duplo assassínio cometido na segunda-feira numa loja do IKEA em Vasteras, na Suécia, anunciou hoje o seu advogado, Per-Ingvar Ekblad.

© Scanpix Sweden / Reuters

"O homem reconheceu os dois assassinatos", escreveu a agência noticiosa TT, que questionou o advogado no Palácio de Justiça de Vasteras.

Encontrado gravemente ferido no local dos crimes, o homem, de nacionalidade eritreia, só hoje saiu do coma e continua hospitalizado.

A justiça determinou a sua detenção e a acusação é de homicídios voluntários.

Um outro eritreu, de 23 anos, que tinha sido interpelado pouco tempo depois dos factos e se encontrava detido, foi libertado. Suspeito de cumplicidade, nega desde o início qualquer envolvimento no caso.

O diário Aftonbladet tinha afirmado na quarta-feira que as imagens de vídeo-vigilância do IKEA permitiam compreender as circunstâncias do ataque com arma branca à mulher de 55 anos e ao seu filho de 28, clientes da loja.

Segundo o jornal, as imagens mostram o suspeito a pegar em duas facas na zona dos acessórios de cozinha "alguns segundos antes do assassínio" e a esfaquear as duas vítimas.

"O ataque termina quando o presumível assassino se apunhala a si mesmo no ventre", adiantou.

A Suécia tem uma comunidade de cerca de 18.000 imigrantes eritreus, que são os requerentes de asilo ao país em maior número a seguir aos sírios.

Lusa

  • Se

    Se Jaime Marta Soares tiver razão, se a ciência e as autoridades não forem - outra vez? - manipuladas pelo poder político, se a investigação - independente - concluir que o fogo começou muito antes da trovoada, então, estamos diante de um dos maiores embustes do Portugal democrático.

    Pedro Cruz

  • Chamas no concelho de Torre de Moncorvo ameaçaram aldeia
    1:30

    País

    Dois incêndios no concelho de Torre de Moncorvo deram luta aos bombeiros na tarde de ontem e também durante toda a noite. As chamas estiveram muito próximas da aldeia de Cabanas de Cima, mas os bombeiros conseguiram desviar o fogo.

  • "Teria sido muito mais fácil para mim, perante as dificuldades, demitir-me"
    0:31
  • Governo cria fundo de apoio para as pessoas afetadas pelos incêndios
    1:25

    Tragédia em Pedrógão Grande

    O ministro do Planeamento e Infraestruturas reuniu-se esta quarta-feira com os autarcas de Figueró dos Vinhos, Castanheira de Pera e Pedrógão  Grande. O Governo criou um fundo financeiro, com o contributo dos portugueses, para apoiar a reconstrução das habitações e a vida das pessoas afetadas pelos incêndios que lavram desde sábado. O fundo será aprovado quinta-feira em Conselho de Ministros.

  • A reconstrução da Nacional 236
    1:44
  • Harry admite que ninguém na família real britânica quer ser rei ou rainha

    Mundo

    O príncipe Harry admitiu que nenhum dos mais jovens membros da família real britânica quer ser rei ou rainha. Numa entrevista exclusiva à revista norte-americana Newsweek, na qual aborda temas como a morte da mãe, que perdeu com apenas 12 anos, Harry afirma que ele e o irmão estão empenhados em "modernizar a monarquia".

    SIC