sicnot

Perfil

Mundo

Amnistia Internacional denuncia violações de direitos humanos em centro para imigrantes na Áustria

A Aministria Internacional denuncia violações sérias dos direitos humanos no principal centro para imigrantes, na Áustria, segundo um relatório divulgado esta sexta-feira pela instituição.

De acordo com o relatório, o espaço está sobrelotado e há mais de 1000 pessoas a viver no exterior do centro, fora das casas e dos abrigos. (Arquivo)

De acordo com o relatório, o espaço está sobrelotado e há mais de 1000 pessoas a viver no exterior do centro, fora das casas e dos abrigos. (Arquivo)

© Yannis Behrakis / Reuters

De acordo com o relatório, o espaço está sobrelotado e há mais de 1000 pessoas a viver no exterior do centro, fora das casas e dos abrigos. Muitas são crianças sem família.

O centro foi construído para 1800 pessoas, mas, na semana passada, estariam lá cerca de 4500.

O ministro austríaco do Interior admite que a situação é precária, em Traiskirchen, a sul de Viena, onde estão refugiados e vítimas de guerras.

  • "O euro como o conhecemos é uma construção imperfeita"
    1:26

    Economia

    O primeiro-ministro diz que o euro como o conhecemos é uma construção imperfeita e que sem regras iguais para todos não é possível a reforma da moeda única. As declarações de António Costa foram feitas esta terça-feira, em Lisboa, numa conferência intitulada de "Consolidar o Euro. Promover a Convergência".

  • "A Miss Helsínquia é a mulher mais feia que já vi num concurso de beleza"

    Mundo

    Sephora Lindsay Ikabala venceu o concurso Miss Helsínquia 2017 e, desde então, tem vindo a ser insultada e criticada nas redes sociais. A nigeriana de 19 anos vive na cidade desde criança. "A Miss Helsínquia é literalmente a mulher mais feia que já vi num concurso de beleza", é apenas um dos muitos comentários que circula nas redes sociais.

  • As propostas Chanel para a próxima estação
    1:34

    Mundo

    Um dos desfiles mais aguardados do mundo da moda aconteceu esta segunda-feira, em Paris, com as propostas da casa Chanel para a próxima estação primavera/verão. No final do desfile, e pela primeira vez em 30 anos, Karl Lagarfeld não deu nenhuma entrevista à comunicação social.