sicnot

Perfil

Mundo

Coreia do Norte considera discurso de primeiro-ministro japonês "imperdoável insulto"

O Ministério dos Negócios Estrangeiros da Coreia do Norte definiu hoje como um "imperdoável insulto ao povo coreano" as palavras do primeiro-ministro do Japão e que exprimiram "remorso" pelas ações do país na Segunda Guerra Mundial.

 Kim Jong-un, líder da Coreia do Norte

Kim Jong-un, líder da Coreia do Norte

© KCNA KCNA / Reuters

Através de um comunicado divulgado pela agência noticiosa estatal KCNA, o ministério norte-coreano acrescenta que as palavras do chefe do Governo nipónico Shinzo Abe, proferidas na véspera das celebrações do 70.º aniversário do final da Segunda Guerra Mundial não constituem "uma admissão honesta e uma desculpa" pelos "monstruosos crimes e danos irreparáveis cometidos nesse período.

Em paralelo, a Coreia do Norte anunciou há uma semana, a 07 de agosto, que irá mudar a sua hora oficial para TMG+8:30, meia hora menos do que na Coreia do Sul, que à semelhança do Japão é de TMG+9:00.

A "hora de Pyongyang" vai ser aplicada a partir de sábado, dia em que se assinala o 70.º aniversário da libertação do domínio colonial japonês.

TMG+8:30 correspondia ao fuso horário de toda a Coreia até que, em 1912, os relógios foram adiantados em meia hora pelo Império do Japão, que dominou a península coreana entre 1910 e 1945, para que coincidisse com a hora de Tóquio.

A decisão da Coreia do Norte foi interpretada como um gesto de marcado cariz nacionalista.

Lusa

  • Vice-primeiro ministro da Coreia do Norte terá sido fuzilado
    0:46

    Mundo

    O vice-primeiro-ministro da Coreia do Norte, de 63 anos, terá sido fuzilado. A notícia foi avançada esta quarta-feira pela agência estatal de notícias da Coreia do Norte. Ao que tudo indica, o antigo delegado para a cooperação com a Coreia do Sul criticou as políticas do presidente Kim Jong-Un e, por essa razão, terá sido fuzilado no passado mês em maio.

  • Obama diz que Guterres "tem uma reputação extraordinária"
    1:38

    Mundo

    António Guterres diz que vai trabalhar com Barack Obama e também com Donald Trump, na reforma das Nações Unidas. O futuro secretário-geral da ONU foi recebido por Obama, na Casa Branca, onde recebeu vários elogios do presidente norte-americano.

  • Mãe do guarda-redes da Chapecoense comove o Brasil
    1:37
  • Dezenas de mortos em bombardeamentos do Daesh em Mossul

    Daesh

    Dezenas de civis, entre os quais várias crianças, morreram e outros ficaram feridos em ataques de morteiro efetuados pelo grupo extremista Daesh em Mossul, disse à agência Efe o vice-comandante das forças antiterroristas iraquianas.

  • Morreu o palhaço que fazia rir as crianças de Alepo

    Mundo

    Anas al-Basha, mais conhecido como o Palhaço de Alepo, morreu esta terça-feira durante um bombardeamento aéreo na zona dominada pelos rebeldes. O funcionário público mascarava-se de palhaço para ajudar a trazer algum conforto e alegria às crianças sírias, que vivem no meio de uma guerra civil.

  • Tribunal chinês iliba jovem executado há 21 anos

    Mundo

    Nie Shubin foi fuzilado em 1995, na altura com 20 anos, depois de ter sido condenado por violação e assassinato de uma mulher, na cidade de Shijiazhuang. Agora, a justiça chinesa vem dizer que, afinal, o jovem era inocente, uma vez que não foram encontradas provas suficientes para o condenar.