sicnot

Perfil

Mundo

Coreia do Norte considera discurso de primeiro-ministro japonês "imperdoável insulto"

O Ministério dos Negócios Estrangeiros da Coreia do Norte definiu hoje como um "imperdoável insulto ao povo coreano" as palavras do primeiro-ministro do Japão e que exprimiram "remorso" pelas ações do país na Segunda Guerra Mundial.

 Kim Jong-un, líder da Coreia do Norte

Kim Jong-un, líder da Coreia do Norte

© KCNA KCNA / Reuters

Através de um comunicado divulgado pela agência noticiosa estatal KCNA, o ministério norte-coreano acrescenta que as palavras do chefe do Governo nipónico Shinzo Abe, proferidas na véspera das celebrações do 70.º aniversário do final da Segunda Guerra Mundial não constituem "uma admissão honesta e uma desculpa" pelos "monstruosos crimes e danos irreparáveis cometidos nesse período.

Em paralelo, a Coreia do Norte anunciou há uma semana, a 07 de agosto, que irá mudar a sua hora oficial para TMG+8:30, meia hora menos do que na Coreia do Sul, que à semelhança do Japão é de TMG+9:00.

A "hora de Pyongyang" vai ser aplicada a partir de sábado, dia em que se assinala o 70.º aniversário da libertação do domínio colonial japonês.

TMG+8:30 correspondia ao fuso horário de toda a Coreia até que, em 1912, os relógios foram adiantados em meia hora pelo Império do Japão, que dominou a península coreana entre 1910 e 1945, para que coincidisse com a hora de Tóquio.

A decisão da Coreia do Norte foi interpretada como um gesto de marcado cariz nacionalista.

Lusa

  • Vice-primeiro ministro da Coreia do Norte terá sido fuzilado
    0:46

    Mundo

    O vice-primeiro-ministro da Coreia do Norte, de 63 anos, terá sido fuzilado. A notícia foi avançada esta quarta-feira pela agência estatal de notícias da Coreia do Norte. Ao que tudo indica, o antigo delegado para a cooperação com a Coreia do Sul criticou as políticas do presidente Kim Jong-Un e, por essa razão, terá sido fuzilado no passado mês em maio.

  • Passos Coelho pede desculpa aos portugueses
    3:35
  • População afetada pelo fogo tenta repor o que as chamas destruíram
    1:54
  • Pyongyang compara Trump a Hitler

    Mundo

    A Coreia do Norte compara o Presidente norte-americano Donald Trump a Adolf Hitler. Pyongyang já acostumou o mundo à sua linguagem "colorida" quando critica os seus inimigos. Mas comparações com o responsável por mais de 60 milhões de mortes são muito raras.

  • Glifosato na lista de produtos cancerígenos na Califórnia

    Mundo

    O estado norte-americano da Califórnia, nos Estados unidos, pode vir a obrigar o fabricante do popular herbicida Roundup a comercializar o produto com um rótulo que informe os consumidores de que o produto é cancerígeno. O glifosato, princípio ativo do herbicida Roundup fabricado pela Monsanto, consta de uma lista que vai ser divulgada na Califórnia, a 7 de julho, de produtos químicos potencialmente cancerígenos.

  • Autarca garante que não houve "touros de fogo"

    País

    O presidente da Câmara de Benavente disse esta segunda-feira à Lusa que a atividade "touros de fogo" foi retirada do programa da Festa da Amizade depois de recebido um parecer desfavorável da Direção-Geral de Veterinária.