sicnot

Perfil

Mundo

Havana está disponível para discutir qualquer assunto com Washington

O ministro dos Negócios Estrangeiros cubano, Bruno Rodriguez, afirmou hoje em Havana que Cuba está disponível para discutir qualquer assunto com os Estados Unidos, incluindo a questão dos Direitos Humanos.

© Stringer . / Reuters

Rodriguez falava numa conferência de imprensa conjunta com o secretário de Estado norte-americano, John Kerry, que hoje realiza uma visita histórica à ilha caribenha, a primeira de um chefe da diplomacia norte-americana desde 1945.

"Temos ideias diferentes de soberania, democracia e Direitos Humanos", afirmou o ministro cubano.

"Estamos prontos para discutir qualquer uma dessas questões, embora possamos nem sempre concordar", acrescentou.

Na mesma conferência de imprensa, John Kerry reiterou a ideia que o dia de hoje é "histórico" e um "momento memorável" para os dois antigos adversários da Guerra Fria.

Kerry assegurou igualmente que os governos norte-americano e cubano tomaram as medidas necessárias para assegurar que a relação diplomática recentemente restabelecida seja "madura" e marcada pela "determinação", a mesma que permitiu recuperar laços que foram quebrados há mais de cinco décadas.

"Não é só falar da relação, temos de tomar as medidas necessárias para que a relação amadureça", frisou.

Ainda em declarações aos jornalistas, John Kerry afirmou não conseguir imaginar a possibilidade do futuro Presidente dos Estados Unidos (que será eleito nas eleições presidenciais previstas para novembro de 2016) recuar com o processo de aproximação com Cuba.

"Não posso imaginar um Presidente (...) jogar tudo pela janela", referiu o chefe da diplomacia norte-americana, que hoje presidiu à cerimónia do hastear da bandeira da embaixada dos Estados Unidos na capital cubana, algo que não acontecia desde 1961.

Lusa

  • Pecado da gula ameaça maior anfíbio do mundo

    Mundo

    O maior anfíbio do mundo está em sério risco de extinção. Iguaria muito apreciada no Oriente, a salamandra-gigante-da-China já praticamente desapareceu do seu habitat natural, concluiu uma pesquisa realizada durante quatro anos. Em contraste, milhões destes animais são reproduzidos em cativeiro e têm como destino restaurantes de luxo.

  • Reclusos limpam Ria Formosa
    3:01

    País

    Alguns reclusos do estabelecimento prisional de Olhão estão pela segunda vez a limpar a ilha da Armona, na Ria Formosa. São homens que beneficiam de regime aberto e, em fim de cumprimento de pena, têm com este trabalho uma amostra da liberdade que tanto aguardam.

  • Lembra-se dos olharapos da Expo'98? Estão de volta
    1:46