sicnot

Perfil

Mundo

Havana está disponível para discutir qualquer assunto com Washington

O ministro dos Negócios Estrangeiros cubano, Bruno Rodriguez, afirmou hoje em Havana que Cuba está disponível para discutir qualquer assunto com os Estados Unidos, incluindo a questão dos Direitos Humanos.

© Stringer . / Reuters

Rodriguez falava numa conferência de imprensa conjunta com o secretário de Estado norte-americano, John Kerry, que hoje realiza uma visita histórica à ilha caribenha, a primeira de um chefe da diplomacia norte-americana desde 1945.

"Temos ideias diferentes de soberania, democracia e Direitos Humanos", afirmou o ministro cubano.

"Estamos prontos para discutir qualquer uma dessas questões, embora possamos nem sempre concordar", acrescentou.

Na mesma conferência de imprensa, John Kerry reiterou a ideia que o dia de hoje é "histórico" e um "momento memorável" para os dois antigos adversários da Guerra Fria.

Kerry assegurou igualmente que os governos norte-americano e cubano tomaram as medidas necessárias para assegurar que a relação diplomática recentemente restabelecida seja "madura" e marcada pela "determinação", a mesma que permitiu recuperar laços que foram quebrados há mais de cinco décadas.

"Não é só falar da relação, temos de tomar as medidas necessárias para que a relação amadureça", frisou.

Ainda em declarações aos jornalistas, John Kerry afirmou não conseguir imaginar a possibilidade do futuro Presidente dos Estados Unidos (que será eleito nas eleições presidenciais previstas para novembro de 2016) recuar com o processo de aproximação com Cuba.

"Não posso imaginar um Presidente (...) jogar tudo pela janela", referiu o chefe da diplomacia norte-americana, que hoje presidiu à cerimónia do hastear da bandeira da embaixada dos Estados Unidos na capital cubana, algo que não acontecia desde 1961.

Lusa

  • Primeiro-ministro agradece sacrifícios dos portugueses
    0:46

    Economia

    O primeiro-ministro diz que os números do INE em relação ao défice de 2016 são prova de que havia uma alternativa e deixou uma palavra de agradecimento aos portugueses. As declarações de António Costa foram feiras aos jornalistas em Roma, onde se encontra para assinalar no sábado os 60 anos da União Europeia.

  • Jerónimo diz que UE vai continuar a causar constrangimentos a Portugal
    0:35

    Economia

    Esta sexta-feira na inauguração de uma exposição em Almada que denuncia a precariedade dos postos de trabalho, Jerónimo de Sousa falou sobre o défice de 2016. Para o secretário-geral do PCP, apesar do Governo ter ido além do exigido por Bruxelas, a União Europeia vai continuar a impedir Portugal de crescer.

  • Enfermeiros desconvocam greve

    País

    O Sindicato dos Enfermeiros Portugueses (SEP) desconvocou esta sexta-feira a greve geral nacional marcada para quinta e sexta-feira da próxima semana, anunciou o presidente da estrutura, justificando com os compromissos assumidos pelo Ministério da Saúde.

  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.

  • Probido fumar na praia? Não-fumadores aplaudem ideia
    1:33

    País

    O Comissário Europeu da Saúde defende uma proibição total do consumo de tabaco no espaço público. Esta e outras medidas foram defendidas, ontem, na Conferência Tabaco e Saúde da Liga Portuguesa Contra o Cancro. 

  • Visitar o Titanic vai custar 97 mil euros por pessoa

    Mundo

    Uma viagem a bordo do Titanic em 1912 era considerada uma viagem de luxo. Mais de 100 anos depois, continua a ser um luxo visitar o Titanic. Em 2018, vai ser possível conhecer os restos daquele que em tempos foi o maior navio do mundo. Contudo, nem todos vão poder fazê-lo, pois a viagem irá custar cerca de 97 mil euros por pessoa.