sicnot

Perfil

Mundo

Levantado estado de emergência em Ferguson, Missouri

As autoridades de Ferguson, no estado norte-americano do Missouri, levantaram hoje o estado de emergência decretado após incidentes de violência que marcaram o primeiro aniversário do assassínio de um jovem negro por um polícia branco.

© Rick Wilking / Reuters

A decisão de levantar o estado de emergência foi tomada depois de as últimas três noites terem sido de calma.

No domingo, um protesto pacífico denunciando a morte de Michael Brown, há um ano, degenerou em violência e pilhagens. Nessa noite, Tyrone Harris, de 18 anos, foi ferido a tiro pela polícia depois de alegadamente ter aberto fogo contra agentes.

A violência repetiu-se na segunda-feira à noite, com manifestantes a lançaram pedras e garrafas contra a polícia.

As noites seguintes foram calmas, sem incidentes e sem detenções, segundo a polícia.

"Os nossos agentes policiais restabeleceram a ordem e impediram novos atos de violência em Ferguson", afirmou hoje o chefe da polícia de St. Louis, Steve Stenger, num comunicado.

"Quero enfatizar que a polícia local vai manter-se vigilante e os agentes estão preparados para responder rapidamente se necessário", acrescentou.

A morte de Michael Brown, a 09 de agosto de 2014, foi seguida de semanas de protestos, nalguns casos violentos, em Ferguson e noutras cidades dos Estados Unidos.

Lusa

  • Eduardo Cabrita nomeado ministro da Administração Interna

    País

    O primeiro-ministro propôs esta quarta-feira ao Presidente da República a nomeação de Eduardo Cabrita para o cargo de ministro da Administração Interna e de Pedro Siza Vieira para ministro Adjunto do primeiro-ministro. A tomada de posse realiza-se no sábado às 09:00.

  • Um pedido de desculpas aos portugueses e um ultimato ao Governo
    3:21
  • Vouzela tenta regressar à normalidade, 8 pessoas morreram no concelho
    2:28

    País

    No concelho de Vouzela, a população começa a voltar à normalidade. Aos poucos a luz e a água estão a voltar e as pessoas começam a ganhar forças para reconstruir aquilo que lhes foi tirado pelos fogos. No entanto, as feridas demoram a sarar e não será fácil esquecer que 80 a 90 por cento deste concelho foi destruído pelos incêndios e oito pessoas morreram.

  • Material de guerra de Tancos encontrado, faltam munições
    1:40
  • "Se os bombeiros não chegam, os vizinhos vão ficar sem casa"
    1:03
  • Madrid admite suspender autonomia da Catalunha
    1:51
  • Alemanha já tem uma versão de Donald Trump... em cera
    1:08