sicnot

Perfil

Mundo

Migrante etíope encontrado escondido no porão de um avião na Suécia

Um jovem etíope foi esta sexta-feira encontrado no aeroporto internacional de Estocolmo dentro do porão de um avião proveniente de Addis Abeba, divulgou a polícia sueca.

Um intérprete foi enviado para o local e o jovem, nascido em 1991 (24 anos), disse que desejava pedir asilo às autoridades suecas. (Arquivo)

Um intérprete foi enviado para o local e o jovem, nascido em 1991 (24 anos), disse que desejava pedir asilo às autoridades suecas. (Arquivo)

© Lucas Jackson / Reuters

O jovem desejava obter asilo na Suécia, segundo a mesma fonte, que acrescentou que o migrante etíope encontra-se de boa saúde.

"Os bagageiros descobriram o homem e fomos alertados hoje de manhã. Estávamos com medo de uma possível hipotermia e por isso foi solicitada uma ambulância. Mas ele está bem", afirmou, em declarações à agência francesa AFP, um porta-voz da polícia sueca, Stefan Fardigs.

Um intérprete foi enviado para o local e o jovem, nascido em 1991 (24 anos), disse que desejava pedir asilo às autoridades suecas.

O jovem foi conduzido posteriormente para os escritórios da agência sueca para as migrações.

Segundo o porta-voz da polícia sueca, o jovem conseguiu esconder-se no porão do avião porque trabalhava no aeroporto de Addis Abeba, capital etíope.

"Isso permitiu ao homem aceder à área das bagagens, onde estavam a ser carregadas as malas do voo da Ethiopian Airlines. (...) Ele tinha ainda colocado o cartão de identificação de trabalhador", acrescentou Stefan Fardigs.

É a primeira vez que um migrante tenta entrar desta forma na Suécia, de acordo com as autoridades locais.

O reino escandinavo é um destino muito desejado entre os requerentes de asilo. Cerca de 70% dos requerentes chegam por estrada ou por ferry depois de atravessar clandestinamente a Europa, enquanto os restantes 30% utilizam a via aérea.

Em 2014, a Suécia concedeu asilo a cerca de 35.000 pessoas, entre os mais de 81.000 pedidos apresentados.

Nos primeiros sete meses deste ano, o número de requerentes de asilo oriundos da Etiópia subiu 140% face ao mesmo período de 2014. No ano passado, um em cada três cidadãos etíopes obteve autorização de asilo.

Lusa

  • O encontro emocionado de Marcelo com a mãe de uma das vítimas dos fogos
    0:30
  • Proteção Civil garante que já não há desaparecidos
    1:40
  • "Depois de sair da autoestrada o vidro do carro ainda estava a ferver"
    2:01
  • "O fogo chegou de repente. Foi um demónio"
    2:15
  • O desabafo de um empresário que perdeu "uma vida inteira de trabalho" no fogo
    2:08
  • O testemunho emocionado de quem perdeu quase tudo
    2:10
  • As comunicações entre operacionais no combate às chamas em Viseu
    2:27
  • Houve "erros defensivos que normalmente a equipa não comete"
    0:38

    Desporto

    No final do jogo, quando questionado sobre a ausência de Casillas no onze do FC Porto, Sérgio Conceição referiu que a equipa apresentada era aquela que lhe oferecia garantias. Quanto ao jogo, o treinador portista reconheceu que a equipa cometeu vários erros defensivos.

  • "Cometemos erros e há que tentar corrigi-los"
    0:41

    Desporto

    No final do jogo em Leipzig, Iván Marcano desvalorizou a ausência de Iker Casillas e entendeu que o facto de o guarda-redes ter ficado no banco não teve impacto na equipa. Já sobre o jogo, o central espanhol garantiu que não correu da forma como os jogadores esperavam.

  • Norte-americana foi à discoteca e tornou-se princesa

    Mundo

    A história de Ariana Austin é quase como um conto de fadas moderno. A jovem vai até ao baile, onde conhece o seu príncipe. Só que a norte-americana foi a uma discoteca e, na altura, não sabia que Joel Makonnen era na verdade um príncipe da Etiópia e que casaria com ele 12 anos depois, tornando-se também ela numa princesa.