sicnot

Perfil

Mundo

Três marines vão içar bandeira dos EUA em Cuba, 54 anos depois de a arriarem

Três 'marines' agora reformados que arriaram a bandeira dos Estados Unidos na embaixada norte-americana em Cuba em 1961 voltam na sexta-feira à ilha com o secretário de Estado John Kerry para hastear aquele símbolo do país.

© POOL New / Reuters

"Vou adorar ver a bandeira a ser içada novamente", disse um dos fuzileiros navais norte-americanos, Jim Tracy, de 78 anos, num vídeo colocado no 'site' do Departamento de Estado.

Tracy, 'marine' durante 30 anos, era um sargento encarregado de arriar a bandeira na embaixada de Havana quando os Estados Unidos romperam relações com Cuba a 04 de janeiro de 1961.

Na altura, os cabos Mike East e Larry Morris ajudaram Jim Tracy a arriar a "Stars and Stripes" (alcunha da bandeira dos Estados Unidos) e a dobrá-la cerimoniosamente.

"Foi um momento comovente", disse East, agora com 76 anos.

Na sexta-feira vão regressar a Havana com Kerry para selar a renovação das relações diplomáticas entre os dois países, ex-inimigos da Guerra Fria, iniciada em dezembro pelos presidentes Barack Obama e Raul Castro.

Segundo Morris, 75 anos, a bandeira "vai voltar para onde deve estar".

Uma fonte do Departamento de Estado disse que a bandeira a hastear não será a mesma que foi arriada há 54 anos.

Na sexta-feira, John Kerry tornar-se-á o primeiro chefe da diplomacia norte-americana a deslocar-se a Havana desde 1945.

Lusa

  • Ronaldo terá colocado milhões de euros nas Ilhas Virgens britânicas
    4:15

    Desporto

    José Mourinho e Cristiano Ronaldo são apenas dois dos nomes da maior fuga de informação na história do desporto. A plataforma informática Football Leaks forneceu milhões de documentos à revista alemã Der Spiegel, entre os quais documentos que indicam que o capitão da seleção nacional terá colocado milhões de euros da publicidade nas Ilhas Virgens britânicas. Os dados foram analisados por um consórcio de 60 jornalistas, do qual o Expresso faz parte, numa investigação que pode ler este sábado no semanário.

  • Obama diz que Guterres "tem uma reputação extraordinária"
    1:38

    Mundo

    António Guterres diz que vai trabalhar com Barack Obama e também com Donald Trump, na reforma das Nações Unidas. O futuro secretário-geral da ONU foi recebido por Obama, na Casa Branca, onde recebeu vários elogios do presidente norte-americano.

  • Mãe do guarda-redes da Chapecoense comove o Brasil
    1:37
  • Dezenas de mortos em bombardeamentos do Daesh em Mossul

    Daesh

    Dezenas de civis, entre os quais várias crianças, morreram e outros ficaram feridos em ataques de morteiro efetuados pelo grupo extremista Daesh em Mossul, disse à agência Efe o vice-comandante das forças antiterroristas iraquianas.

  • Morreu o palhaço que fazia rir as crianças de Alepo

    Mundo

    Anas al-Basha, mais conhecido como o Palhaço de Alepo, morreu esta terça-feira durante um bombardeamento aéreo na zona dominada pelos rebeldes. O funcionário público mascarava-se de palhaço para ajudar a trazer algum conforto e alegria às crianças sírias, que vivem no meio de uma guerra civil.