sicnot

Perfil

Mundo

Três marines vão içar bandeira dos EUA em Cuba, 54 anos depois de a arriarem

Três 'marines' agora reformados que arriaram a bandeira dos Estados Unidos na embaixada norte-americana em Cuba em 1961 voltam na sexta-feira à ilha com o secretário de Estado John Kerry para hastear aquele símbolo do país.

© POOL New / Reuters

"Vou adorar ver a bandeira a ser içada novamente", disse um dos fuzileiros navais norte-americanos, Jim Tracy, de 78 anos, num vídeo colocado no 'site' do Departamento de Estado.

Tracy, 'marine' durante 30 anos, era um sargento encarregado de arriar a bandeira na embaixada de Havana quando os Estados Unidos romperam relações com Cuba a 04 de janeiro de 1961.

Na altura, os cabos Mike East e Larry Morris ajudaram Jim Tracy a arriar a "Stars and Stripes" (alcunha da bandeira dos Estados Unidos) e a dobrá-la cerimoniosamente.

"Foi um momento comovente", disse East, agora com 76 anos.

Na sexta-feira vão regressar a Havana com Kerry para selar a renovação das relações diplomáticas entre os dois países, ex-inimigos da Guerra Fria, iniciada em dezembro pelos presidentes Barack Obama e Raul Castro.

Segundo Morris, 75 anos, a bandeira "vai voltar para onde deve estar".

Uma fonte do Departamento de Estado disse que a bandeira a hastear não será a mesma que foi arriada há 54 anos.

Na sexta-feira, John Kerry tornar-se-á o primeiro chefe da diplomacia norte-americana a deslocar-se a Havana desde 1945.

Lusa

  • Manuel Valls diz que Trump fez declaração de guerra à Europa

    Mundo

    O antigo primeiro-ministro francês Manuel Valls, aspirante a candidato socialista às presidenciais deste ano, considerou esta segunda-feira como uma "declaração de guerra" as afirmações do futuro Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, sobre a União Europeia.

  • Morreu o último homem que pisou a Lua

    Mundo

    O astronauta norte-americano Eugene Cernan, o último homem a pisar a Lua, morreu esta segunda-feira aos 82 anos, informou a agência espacial norte-americana, NASA.

  • Novo motim em prisão brasileira do Rio Grande do Norte

    Mundo

    Um motim ocorreu esta segunda-feira de madrugada numa prisão do estado brasileiro de Rio Grande do Norte, sem fazer feridos ou mortos, depois de uma rebelião numa outra prisão do mesmo estado ter feito 26 mortos no fim de semana.

  • Cheias e derrocadas destroem várias casas no Peru
    0:42

    Mundo

    Um deslizamento de terras seguido de uma inundação destruiu várias casas no Peru. As imagens mostram o momento em que o deslizamento acontece e o caos que se gerou. O trânsito ficou cortado e as inundações que se seguiram obrigaram várias pessoas a abandonar as suas habitações.