sicnot

Perfil

Mundo

Um dos vulcões mais perigosos do mundo está a expelir cinza

O vulcão Cotopaxi, no Equador, um dos mais perigosos do mundo e que estava "adormecido" há 140 anos, expeliu hoje uma coluna de fumo com cinco quilómetros de altura.

© Guillermo Granja / Reuters

As cinzas foram precedidas, durante a madrugada, por duas pequenas explosões na cratera, escreveu no Twitter o Instituto de Geofísica.

O vulcão Cotopaxi está a 5.897 metros de altura e localizado a 45 quilómetros a sul da capital do Equadpr, Quito.

Em Quito, começaram preparativos para distribuição de milhares de máscaras à população.

O Instituto de Geofísica disse que Cotopaxi é um dos vulcões mais perigosos do mundo por causa da grande quantidade de neve no seu pico e porque as áreas ao seu redor estão densamente povoadas.

A última vez que entrou em erupção foi em 1877.

A agência de gestão de emergências do Governo do Equador elevou o nível de alerta para amarelo, meio da escala, para as áreas próximas do vulcão.

O Ministério do Ambiente cancelou visitas ao local e 15 alpinistas que se estavam a preparar para escalar Cotopaxi foram mandados para casa.

As autoridades estão a monitorizar o vulcão para decidir se dão ordem para evacuação das zonas mais próximas.

Os aeroportos de Quito e da cidade de Cotopaxi permanecem abertos, apesar da nuvem de cinzas, afirmou a direção de aviação civil.

Na cidade de Machachi, a 25 quilómetros do vulcão, as pessoas já utilizam máscaras para respirar.

Cotopaxi é um dos oito vulcões ativos no Equador.

Lusa

  • Sete dos 23 arguidos do caso da Academia de Alcochete já têm cadastro
    1:59

    Crise no Sporting

    Sete dos 23 arguidos do caso da Academia de Alcochete já foram condenados por 22 crimes que cometeram no passado, mas nunca nenhum deles cumpriu pena de prisão ou prisão domiciliária. O juiz decretou a prisão preventiva na sequência das agressões à equipa do Sporting por entender que se tratou de um comportamento chocante, terrorista e a perversão do espírito desportivo.

  • Está a pensar ir à praia? Não se esqueça do guarda-chuva
    0:43
  • MP investiga ministro Siza Vieira, António Costa rejeita incompatibilidades
    2:12

    País

    O Ministério Público decidiu investigar o ministro Adjunto, Pedro Siza Vieira, por alegadas incompatibilidades. O governante criou uma empresa imobiliária um dia antes de tomar posse e manteve-se como gerente durante dois meses. A lei prevê a demissão, mas o primeiro-ministro já disse que se tratou apenas de um erro e o próprio ministro alega desconhecimento da lei.

  • Parceiros sociais retomam hoje discussão sobre legislação laboral

    Economia

    Os parceiros sociais retomam esta tarde a discussão sobre as alterações à legislação laboral nas áreas do combate à precariedade, promoção da negociação coletiva e reforço da inspeção do trabalho. No encontro, marcado para as 15:00 no Conselho Económico e Social (CES), em Lisboa, o ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Vieira da Silva, deverá apresentar um novo documento com alterações face ao que foi proposto aos parceiros sociais há dois meses.

  • EUA expulsa dois diplomatas venezuelanos e dá-lhes 48 horas para deixarem o país

    Mundo

    Os Estados Unidos anunciaram, na quarta-feira, a expulsão de dois diplomatas venezuelanos, aos quais deu um prazo de 48 horas para sairem do país. A decisão é a resposta ao anúncio de Presidente da Venezuela de expulsar o encarregado de negócios e o chefe da secção política da embaixada dos Estados Unidos em Caracas, Todd Robinson e Brian Naranjo, respetivamente.