sicnot

Perfil

Mundo

EUA emitem "alerta de segurança" devido a criminalidade na Venezuela

A Embaixada dos Estados Unidos em Caracas emitiu hoje um "alerta de segurança", recordando aos cidadãos norte-americanos que persiste a criminalidade na Venezuela e recomendando que reforcem a sua segurança pessoal durante a sua estada no país.

© Desmond Boylan / Reuters

"A Embaixada dos EUA em Caracas relembra a todos cidadãos norte-americanos que continua a ameaça criminosa à volta de Caracas", refere o documento publicado, em inglês, na página de Internet da Embaixada.

Segundo a nota "a recente morte de um membro da comunidade norte-americana em Caracas demonstra que a Venezuela continua a ser um dos países mais perigosos do mundo".

O comunicado explica que entre os alvos dos criminosos estão "as áreas mais ricas de Caracas, incluindo aquelas onde residem ou as que são visadas regularmente por muitos cidadãos norte-americanos".

"Apelamos a que todos os cidadãos norte-americanos revejam a sua sensibilidade para a segurança pessoal e mantenham um estado de alerta em Caracas e em toda a Venezuela", acrescenta o documento.

Na segunda-feira, 10 de agosto, o advogado norte-americano John Pate, de 71 anos, foi assassinado na sua residência, a leste de Caracas.

Foi atacado por desconhecidos que feriram gravemente a sua mulher.

Lusa

  • Coreia do Norte foi "isolada à força"

    Mundo

    O empresário espanhol León Smit, que organiza visitas à Coreia do Norte, diz que o país foi "isolado à força", sendo "muito difícil" estabelecer relações comerciais com Pyongyang, sob o regime de Kim Jong-un.

  • Fuga de Vale de Judeus em junho de 1975 no Perdidos e Achados
    0:36

    Perdidos e Achados

    Prisão Vale de Judeus, final de tarde de domingo, dia 29 de junho de 1975. O plano da fuga terá sido desenhado por uma vintena de homens. Serrada a presiana metálica era preciso passar, para fora do edifício, as cabeceiras dos beliches onde os presos dormiam. Ao longo de cerca de uma hora 89 detidos, agentes da PIDE/DGS, a Polícia Internacional e de Defesa do Estado português extinta depois da revolução de 1974, fogem do estabelecimento prisional.

    Segunda-feira no Jornal da Noite