sicnot

Perfil

Mundo

Explosão de bomba num carro mata 11 pessoas e provoca 70 feridos no Iraque

Pelo menos onze pessoas morreram e outras 70 ficaram feridas com a explosão de uma bomba num carro na zona de Habibiya, o bairro de maioria xiita de Sadr, situado a este de Bagdade, informou à Efe uma fonte das autoridades iraquianas.

AP

A explosão teve lugar perto de estabelecimentos de exposição e venda de carros e causou a destruição de vários veículos que se encontravam no lugar.

Habibiya foi o cenário de vários ataques anteriores, porque é uma região muito frequentada e onde os iraquianos se deslocam para comprar e vender carros.

Além disso, encontra-se no bairro populoso de Sadr, uma cidade em que a população é maioritariamente xiita, e que tem sido fustigada por ataques de grupos sunitas radicais.

O último atentado em Sadr registou-se há dois dias quando um camião bomba explodiu no mercado popular de Yamila, causando 55 mortos e 110 feridos.

O grupo 'jihadista' Estado Islâmico (EI) reivindicou o atentado, dizendo que foi contra os xiitas, considerados hereges e fiéis ao Irão, cujo regime xiita apoia o governo de Bagdade na luta contra a organização terrorista.

O governo iraquiano aprovou no princípio da semana uma série de reformas que procuram, entre outros objetivos, aliviar as tensões sectárias entre sunitas e xiitas, acentuadas pelo conflito com o EI.

Lusa

  • Jovens adoptados e filha do líder da IURD com versões diferentes dos acontecimentos
    4:06

    País

    Os jovens adoptados e a filha do bispo Edir Macedo, que alegadamente os adoptou, têm versões diferentes sobre o que aconteceu. Vera e Luís Katz garantem que foram adoptados por uma família norte-americana, com que viveram até aos 20 anos. Viviane Freitas, filha do líder da Igreja Universal do Reino de Deus, conta que foi mãe das crianças durante três anos, apesar de lhe ter sido negada a adopção.

  • Cabecilha da seita Verdade Celestial é "mentiroso, egocêntrico e psicótico"
    2:22

    País

    O cabecilha da seita "Verdade Celestial" foi condenado a 23 anos de pena de prisão por abusos sexuais de crianças e adolescentes. O juiz diz que o cabecilha do grupo era mentiroso patológico, egocêntrico, impulsivo e com personalidade psicótica. Dos oito acusados, duas mulheres foram absolvidas e seis arguidos foram condenados a penas efetivas. A rede de abusadores foi desmantelada há dois anos, numa quinta de Palmela.

  • Mau tempo obriga ao cancelamento de centenas de voos na Europa
    1:21
  • Antigos quadros da Facebook declaram-se preocupados com efeitos da rede social

    Mundo

    Alguns dos antigos quadros da empresa Facebook estão a começar a exprimir sérias dúvidas sobre a rede social que ajudaram a criar, foi noticiado. A Facebook explora "uma vulnerabilidade na psicologia humana" para criar dependência entre os seus utilizadores, afirmou o primeiro presidente da empresa, Sean Parker, num fórum público.