sicnot

Perfil

Mundo

Quatro mortos e mais de 20 mil afetados devido a inundações no Níger

Pelo menos quatro pessoas morreram e mais de 20.000 foram afetadas pelas inundações no Níger, após semanas de chuvas intensas, informou a ONU na sexta-feira.

O mau tempo destruiu 2.170 casas e inundou cerca de 545 hectares agrícolas, disse em comunicado o escritório das Nações Unidas para a Coordenação de Assuntos Humanitários (OCHA).

Cerca de 3.100 deslocados vivem atualmente em escolas ou em casas de familiares, de acordo com a agência da ONU, que cita os serviços de emergência da proteção civil do Níger.

Desde julho, a imprensa local tem reportado repetidas inundações, particularmente no centro e sul do Níger.

Na capital, Niamey, as autoridades pediram aos residentes que vivem perto das margens do rio Níger a abandonarem as suas casas devido às ameaças de inundação.

Das oito regiões no Níger, apenas Diffa, no leste, que acolhe mais de 100.000 refugiados que fugiram da violência na vizinha Nigéria, não foi ainda afetada pelo mau tempo.

Lusa

  • Ministro garante segurança nas escolas com uso de poliuretano
    0:52

    País

    O ministro da Educação garante que as escolas estão em segurança e que não há perigo com um material como o poliuretano. Tiago Brandão Rodrigues respondia, esta quarta-feira, a uma pergunta dos Verdes sobre a substituição de amianto nas escolas.

  • Estoril garante que estrutura da bancada não está em causa
    2:23

    Desporto

    O Laboratório Nacional de Engenharia Civil deverá emitir esta quinta-feira um parecer preliminar sobre a bancada norte do estádio do Estoril-Praia. O clube garante que a estrutura não está em causa e que, tal como a câmara de Cascais, aguarda por conclusões para uma edificação feita no vale da Amoreira.

  • Ronaldo estará mesmo de saída do Real Madrid
    2:01
  • Várias alternativas para vender a sua casa
    8:58
  • Encontradas 86 pedras preciosas numa casa em Albufeira
    0:48
  • Polícia descobre arte de esconder 750 quilos de droga em ananases
    2:25
  • Moscovo só teve seis minutos de luz solar em dezembro

    Mundo

    Os portugueses estão tão habituados ao sol, que nunca imaginariam passar um mês inteiro sem ele. O fenómeno aconteceu na capital russa. Moscovo bateu o recorde em dezembro, quando passou o mês inteiro sem luz solar direta. As pessoas de Moscovo viram o sol apenas durante seis minutos e a espreitar timidamente por entre as nuvens.

  • A maior lua de Saturno tem nível do mar tal como a Terra

    Mundo

    Titã, a maior lua de Saturno, tem uma altura média da superfície do mar, tal como a Terra, revela um estudo divulgado esta quarta-feira, que se baseia em observações feitas pela sonda norte-americana Cassini, cuja missão terminou em setembro.