sicnot

Perfil

Mundo

Novo balanço nas explosões na China aponta para 112 mortos e 95 desaparecidos

As autoridades chinesas informaram que até hoje foram encontradas 112 vítimas mortais e 95 pessoas continuavam desaparecidas, incluindo 85 bombeiros, na sequência das grandes explosões de quarta-feira no porto chinês de Tianjin, noticia a Xinhua.

© China Stringer Network / Reut

O balanço foi atualizado esta manhã (madrugada em Lisboa) numa conferência de imprensa, segundo a agência de notícias chinesa.

Na anterior contagem, no sábado, tinham sido reportados 104 mortos.

Apesar do conteúdo específico dos contentores ainda permanecer desconhecido, especialistas que colaboram na investigação consideram ser "possível" que armazenem cianeto de sódio, altamente tóxico, entre outros produtos químicos, como nitrato de amónio, nitrato de potássio e carboneto de cálcio.

No sábado, um homem com cerca de 50 anos foi resgatado vivo a cerca de 50 metros do epicentro das explosões ocorridas na quarta-feira.

Segundo a agência Xinhua, o homem foi encontrado por especialistas em guerra química que acorreram hoje ao local do desastre e o transportaram de imediato para um hospital na cidade.

A vítima "estava consciente e conseguia falar", de acordo com os elementos que o resgataram.

Na sexta-feira tinha sido já resgatado dos escombros um bombeiro de 19 anos.

No sábado deflagrou um novo incêndio no armazém, sendo que vários fogos e explosões de pequena dimensão têm vindo a registar-se desde quarta-feira, dificultando as operações de busca e salvamento.

Maior porto do norte da China, situado a 150 quilómetros de Pequim, Tianjin é a sede de um município com cerca de 15 milhões de habitantes.

Lusa

  • "Cada drama, cada problema, cada testemunho, impressiona muito"
    1:55
  • Clínica veterinária em Tondela recebeu dezenas de animais feridos nos fogos
    2:57

    País

    Tondela foi um dos municípios mais atingidos pelo incêndio, deixando dezenas de animais feridos e perdidos no concelho. Várias clínicas veterinárias são agora um porto de abrigo e, em alguns casos, um ponto de encontro. Muitos dos animais chegaram recolhidos por voluntários e a maior parte dos casos são animais que, no momento de aflição, foram soltos pelos donos e salvos pelo instituto de sobrevivência.

  • Temperaturas sobem até ao final do mês
    1:09

    País

    O tempo não dá tréguas e, até ao final do mês, as temperaturas vão atingir valores acima do normal para esta época do ano. As temperaturas máximas vão subir entre os 25 e os 32 graus. O risco de incêndio aumenta a partir desta segunda-feira em todo o país e os meios aéreos, viaturas, operacionais e equipas de patrulha vão ser reforçados.

  • Maioria das praias do Algarve já não tem nadador-salvador
    2:19

    País

    A lei não obrigada os concessionários a garantir o serviço e, por isso, a esmagadora maioria das praias do Algarve está sem vigilância desde 30 de setembro. Ainda assim, os areais vão atraindo milhares de banhistas com as temperaturas altas que ainda se fazem sentir. Um nadador-salvador recomenda os banhistas a não nadar e, em dias de ondulação, evitar caminhadas à beira-mar.

  • Parlamento catalão vai responder à ativação do artigo 155
    1:54
  • A história por detrás da fotografia que correu (e impressionou) o Mundo

    Mundo

    Depois dos incêndios da semana passada na Galiza, começou a circular na internet e nas redes sociais a imagem de uma cadela que alegadamente levava a sua cria carbonizada na boca. Contudo, a cadela é na verdade macho e chama-se Jacki. Esta é a história do cão que passou os dias após os fogos a recolher animais mortos para os enterrar num campo perto de uma igreja, em Coruxo, Vigo.

    SIC

  • Quando o cão de Macron fez chichi no gabinete do Presidente francês
    0:31