sicnot

Perfil

Mundo

Organização alerta para recrutamento contínuo de crianças soldado na Birmânia

O recurso a crianças soldado persiste nos dois lados das trincheiras nos conflitos entre o exército da Birmânia e várias guerrilhas de minorias étnicas, segundo a organização de defesa dos direitos infantis Child Soldiers International.

© Stringer China / Reuters

A organização, sediada em Londres (Inglaterra), acusa as autoridades birmanesas de continuar com o recrutamento "ilegal" de menores e diz que também seis grupos armados de diferentes etnias usam meninos soldado nas suas milícias.

"É impossível conhecer um número [exato] de crianças recrutadas como soldados pelo exército, em parte porque isso acontece em áreas de conflito pouco acessíveis", disse à agência espanhola Efe a diretora de Assuntos Políticos da organização, Lata Hogg.

Segundo a responsável, este ano foram já recebidas informações de que as autoridades birmanesas utilizaram menores nas linhas de batalha nos estados de Shan e Kachín, apesar de o governo civil que substituiu a Junta Militar em 2011 ter prometido terminar com esta prática e ter libertado do serviço 646 menores desde 2012.

Ainda assim, de acordo com a Organização das Nações Unidas (ONU), 357 menores foram recrutados pelas Forças Armadas em 2014.

Depois de quase meio século governada por generais, a Birmânia começou em 2011 um período de reformas políticas, económicas e sociais e negociações de paz com os exércitos das minorias.

Uma maior autonomia é a reivindicação principal de quase todas as minorias étnicas birmanesas, que incluem os shan, karen, rakhine, mon, chin, kackhin, kayah e kokang, e representam mais de 30% dos 53 milhões de habitantes do país.

Lusa

  • Relatório pedido pelo Governo PSD-CDS já apontava falhas no SIRESP
    2:26
  • Proteção Civil aponta falhas do SIRESP, operadora diz que esteve à altura do fogo
    4:22
  • Temer pode cair menos de um ano depois da queda de Dilma
    3:06
  • Imagens do resgate de crianças feridas num bombardeamento na Síria
    2:00

    Mundo

    Os Estados Unidos acusam o regime sírio de estar a preparar um novo ataque químico e avisam Bashar al-Assad que vai pagar caro se o concretizar. No terreno, os ataques aéreos continuam a fazer vítimas civis. Da periferia de Damasco chegam imagens dramáticas do resgate de duas crianças feridas num bombardeamento.

  • Mulher atira moedas para o motor do avião por superstição

    Mundo

    As superstições levam as pessoas a fazer coisas bizarras e até, mesmo, perigosas. Este foi o caso de uma mulher chinesa que decidiu atirar moedas para o motor de um avião, para garantir boa sorte na viagem, que estava prestes a fazer. Contudo, a ação obrigou ao atraso do voo que partia de Xangai, numa companhia aérea chinesa.

  • Modelo italiana atacada com ácido volta ao trabalho

    Mundo

    Gessica Notaro, antiga concorrente do concurso Miss Itália, já regressou ao trabalho como treinadora de leões marinhos, cinco meses depois de ter sido atacada com ácido, alegadamento pelo ex-namorado, Jorge Edson Tavares. Gessica Notaro diz que quer inspirar e encorajar outras mulheres a lutar contra o assédio e o bullying nas relações.

  • Quem é a mulher que diz ser filha de Salvador Dalí

    Cultura

    Maria Pilar Abel Martínez nasceu em 1956 e será o alegado fruto de um caso entre a sua mãe e Salvador Dalí. Um tribunal de Madrid ordenou a exumação do cadáver do pintor e a obtenção de amostras, de modo a determinar se a mulher espanhola é mesmo filha de Dalí.