sicnot

Perfil

Mundo

Polícia nepalesa detém manifestantes que tentavam impor greve nacional

A polícia nepalesa deteve hoje dezenas de manifestantes que tentavam impor uma greve nacional, a mais recente paralisação de uma série de protestos contra a nova Constituição, noticiou a Agência France-Presse (AFP).

© Navesh Chitrakar / Reuters

"Prendemos 51 quadros em Katmandu que tentavam bloquear estradas, vandalizar veículos e fechar estabelecimentos comerciais", disse à AFP o porta-voz da polícia Bishwo Raj Pokharel.

De acordo com a Constituição, elaborada após anos de disputas políticas, o Nepal será reestruturado num estado federal com seis províncias.

Mas alguns legisladores e os seus apoiantes apelaram para a realização de uma greve nacional, alegando que a lei fundamental discrimina comunidades historicamente marginalizadas.

"A reconstrução do Estado que consta do projeto está longe de responder às aspirações do povo", disse Pampha Bhusal, porta-voz do movimento CPN-Maoísta, uma fação dissidente do partido maoísta.

"Não assegura a participação política dos grupos marginalizados nos organismos estatais", acrescentou.

Centenas de nepaleses protestaram na semana passada contra a Constituição, lei há muito esperada, em manifestações que acabaram por provocar confrontos violentos, incluindo dois mortos.

O acordo político sobre as fronteiras foi obtido após o devastador sismo de abril passado que ajudou a pôr um fim à briga aparentemente interminável entre partidos rivais.

Os trabalhos para a elaboração de uma nova Constituição começaram em 2008, sucedendo a uma longa década de insurgência maoísta que causou a morte a perto de 16.000 pessoas e derrubou a monarquia hindu de 240 anos.

No passado domingo foi anunciado que os partidos políticos nepaleses tinham assinado um acordo considerado decisivo e que abria caminho à redação de uma nova Constituição, criando uma divisão do território em várias províncias.

Na altura, o primeiro-ministro, Sushil Koirala, escreveu na rede social Twitter que estavam garantidas "uma Constituição federal e a demarcação de fronteiras".

Após o devastador sismo de abril, os partidos políticos nepaleses tinham selado, em junho, um acordo considerado histórico que visava dividir o território em oito províncias, mas a operação para traçar fronteiras, tida como delicada, ficou programada para mais tarde.

O acordo que abre caminho a toda a elaboração da Constituição foi assinado no dia 08 e prevê a criação de seis províncias que partilharão, cada uma, fronteira com a Índia.

Lusa

  • Ambiente e direitos humanos dominam discurso de Costa na ONU
    2:03

    Mundo

    António Costa defendeu uma diplomacia pela paz. O primeiro-ministro português saiu em defesa da língua portuguesa e da presença do Brasil e da Índia no Conselho de Segurança das Nações Unidas. No discurso na Assembleia Geral da ONU, Costa salientou também o compromisso do país em relação ao multilateralismo e às questões ambientais.

  • Em Fátima só há escolas públicas no pré-escolar e 1.º ciclo
    2:48
  • "Só tive tempo de avisar o meu sogro e o meu marido e disse: corram!"
    2:17
  • Furacão Maria volta a ganhar força

    Mundo

    Apesar de ter perdido intensidade, após a passagem por Porto Rico, onde deixou um rasto de destruição, Maria voltou a ganhar força, é agora um furacão de categoria 3. Está a afetar a zona norte de Punta Cana, na República Dominicana com ventos que atingem os 90 km/há e move-se para o noroeste.

  • Drone inglês evita execução do Daesh na Síria
    2:08

    Mundo

    A Força Aérea britânica divulgou esta terça-feira um vídeo que mostra um drone a parar uma execução pública que estaria prestes a acontecer às mãos do Daesh, na Síria. As imagens, apesar de cortadas pelo Ministério da Defesa do Reino Unido, mostram várias pessoas na rua, uma explosão e, depois, a fuga.

  • Como fazer negócios no mercado dos leilões
    7:15
  • "Não toleramos ameaças de ninguém"
    2:13
  • Número de tartarugas marinhas está a aumentar

    Mundo

    O número de tartarugas marinhas está a crescer, levando investigadores a considerar que os esforços para salvar estes animais são uma "história de sucesso da conservação global", indica um estudo divulgado esta quarta-feira.

  • Tubarões vivem mais tempo do que se pensava

    Mundo

    Uma revisão de dados sobre avaliação da idade dos tubarões revela que muitas espécies têm maior longevidade do que se pensava, o que poderá obrigar a uma revisão dos planos de conservação das mais ameaçadas.

  • Como mudar um templo com 135 anos e 2 mil toneladas... de lugar

    Mundo

    Um templo budista do século XIX é um dos mais populares em Xangai, na China. Visitado diariamente por milhares de pessoas, precisava de ser relocalizado para evitar que uma tragédia acontecesse. E mesmo pesando cerca de duas mil toneladas, a missão acabou por se provar possível.