sicnot

Perfil

Mundo

União Europeia lamenta morte de ministro paquistanês

A chefe da diplomacia da União Europeia, Federica Mogherini, expressou hoje condolências pela morte, num atentado, do ministro do Interior da província paquistanesa Punjab, Shuja Khanzada, e de outras 11 pessoas, reiterando o seu apoio na luta antiterrorista.

© Khuram Parvez / Reuters

"Expressamos as nossas condolências à familia e amigos do senhor Khanzada e dos outros que perderam a vida no ataque, assim como ao governo provincial e federal", declarou um porta-voz de Mogherini em comunicado, tendo ainda desejado uma rápida recuperação aos feridos.

Segundo o porta-voz, a União Europeia "apoia dos esforços do Paquistão na luta contra o terrorismo".

De acordo com a agência noticiosa France Presse (AFP)morreram pelo menos 14 pessoas no mesmo atentado no Paquistão.

Segundo Mohammad Ashfaq, chefe das forças de socorro, o ataque foi perpetrado por dois atacantes que detonaram bombas num edifício onde se encontrava o ministro provincial do Punjab, Shuja Khanzada.

O ataque, que a polícia vai investigar, causou também ferimentos em 23 pessoas.

Lusa

  • Vidas de fogo
    12:04

    Reportagem Especial

    Este ano durante o período mais crítico dos fogos, estão no terreno quase dez mil operacionais, a maioria bombeiros voluntários. A Reportagem Especial da SIC deste domingo "Vidas de fogo" dá a conhecer histórias de bombeiros que sobreviveram às chamas enquanto serviam o país.

  • Portugal "precisa avançar no trabalho" para reduzir crédito malparado
    1:36

    Economia

    Bruxelas recomenda e insiste que o Governo português avance no trabalho para resolver o crédito malparado. Em entrevista à SIC e ao Expresso, o vice-Presidente da Comissão para o Euro e Estabilidade Financeira, Valdis Dombrovskis, adianta que Bruxelas está também a preparar um Plano de Ação ao nível europeu.

    Entrevista SIC/Expresso

  • Líder do Daesh abatido durante fuga

    Daesh

    Um líder do Daesh e o assistente foram abatidos pela polícia iraquiana, em Mossul. A notícia é avançada pela agência EFE que esclarece que os dois homens terão sido mortos enquanto fugiam do Oeste para Este da cidade iraquiana através do rio Tigre.