sicnot

Perfil

Mundo

Ministro brasileiro defende diálogo e critica intolerância após manifestações

O ministro brasileiro da Comunicação Social, Edinho Silva, defendeu esta segunda-feira o diálogo da Presidente Dilma Rousseff com a sociedade e criticou a intolerância, um dia após protestos contra o Governo ocorrerem pelo país.

O ministro afirmou que Rousseff irá intensificar o diálogo com a sociedade e grupos políticos, e negou que seja tarde demais para essa abertura, ao ser questionado sobre a crise política. (Arquivo)

O ministro afirmou que Rousseff irá intensificar o diálogo com a sociedade e grupos políticos, e negou que seja tarde demais para essa abertura, ao ser questionado sobre a crise política. (Arquivo)

© Ueslei Marcelino / Reuters

"Há um ambiente de intolerância que temos de trabalhar para desfazer. O Brasil sempre conviveu com a diversidade religiosa, cultural e política", afirmou Silva em declarações à imprensa, realçando que a intolerância parte tanto de setores da coligação do governo como de opositores.

O ministro afirmou que Rousseff irá intensificar o diálogo com a sociedade e grupos políticos, e negou que seja tarde demais para essa abertura, ao ser questionado sobre a crise política.

Os protestos realizados no domingo contra o Governo Rousseff verificaram-se em cidades de todos os 25 Estados brasileiros, incluindo Brasília (região centro-oeste), São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte (sudeste), Curitiba (sul), Salvador e Recife (nordeste).

A Presidente, que reuniu-se ainda no domingo com quatro ministros para discutir o tema, voltou a convocar uma reunião para hoje, com integrantes da coordenação política do Governo, entre eles Edinho Silva.

O ministro da Comunicação Social afirmou também que o Governo trabalha para superar as dificuldades, com ações para a recuperação da economia e para o combate à corrupção. "Queremos um ambiente de otimismo, de acreditar no Brasil, na sua força. Se acreditarmos, em breve estaremos saindo das dificuldades, e voltando a crescer, e a gerar emprego", afirmou.

Ao ser questionado sobre a menor participação popular nas manifestações de domingo, em comparação com atos anteriores, Silva afirmo que os protestos foram "importantes" independentemente do número de presentes, e que o Governo os reconhece "como parte do regime democrático" que está a ser construído no Brasil.

Lusa

  • O percurso dos rendimentos de Ronaldo
    3:43

    Desporto

    O Ministério das Finanças espanhol abriu uma investigação a Cristiano Ronaldo, por eventuais irregularides na declaração dos rendimentos da publicidade. A Gestifute, empresa do agente do avançado do Real Madrid, garante que Ronaldo tem os impostos em dia. A investigação aos documentos extraídos da plataforma informática Football Leaks, liderada pela revista alemã Der Spiegel, e da qual faz parte o jornal Expresso, conseguiu traçar o percurso dos rendimentos do melhor jogador do mundo.

  • Fábio Coentrão investigado por suspeita de delitos fiscais
    3:37

    Desporto

    O Ministério Público de Madrid acusou o defesa português Ricardo Carvalho de evasão fiscal e está a investigar Fábio Coentrão por eventuais delitos fiscais. Além dos dois portugueses a justiça acusou ainda o espanhol Xabi Alonso, o argentino Ángel Di María e investiga o colombiano Falcão. As investigações surgem depois da revelação do caso Football Leaks, investigada pelo Expresso e pelo consórcio europeu de jornalistas que tiveram acesso a milhões de documentos.

  • Mais cinco ilhas dos Açores sob aviso vermelho

    País

    O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) elevou esta quarta-feira para vermelho o aviso para as cinco ilhas do grupo central dos Açores, onde no Faial o vento atingiu os 150 quilómetros por hora.

  • Votações sobre o mapa judiciário geram tensão no Parlamento
    2:01

    País

    O momento das votações no Parlamento ficou marcado por alguma tensão. Depois de aprovadas, em comissão, as alterações ao mapa judiciário, o PSD opôs-se a que o diploma fosse votado em plenário, uma vez que não fazia parte da versão inicial do guião de votações. A esquerda acusou os sociais-democratas de terem motivações estritamente políticas e não regimentais.

  • Uma alternativa aos serviços de enfermagem ao domicílio
    7:34
  • As primeiras palavras de um dos sobreviventes da Chapecoense
    0:29
  • Familiares de vítimas procuram destroços do MH370
    1:48

    Voo MH370

    Um grupo de familiares das vítimas do avião das linhas aéreas da Malásia, desaparecido em 2014, procuram destroços do aparelho em Madagáscar. As autoridades malaias estudam a posssibilidade de uma nova operação de buscas.

  • Primeiro-ministro em lágrimas ao reencontrar refugiado que recebeu no Canadá em 2015

    Mundo

    Justin Trudeau desfez-se em lágrimas no reencontro com um refugiado sírio, que ele recebeu no Canadá em 2015. No ano passado, Trudeau recebeu pessoalmente os refugiados no aeroporto, onde foi visto a entregar casacos de inverno aos migrantes. Esta segunda-feira, o primeiro-ministro conheceu algumas das famílias que se estabeleceram no país, numa reunião filmada pela emissora canadiana CBC.