sicnot

Perfil

Mundo

Identificado suspeito de atentado na Tailândia

O líder da junta militar tailandesa disse hoje que as autoridades procuram um "suspeito", que aparece nas gravações das câmaras de videovigilância, no local, em Banguecoque, onde explodiu uma bomba que matou pelo menos 21 pessoas e feriu 123.

© Chaiwat Subprasom / Reuters

"Hoje há um suspeito, que aparece nas câmaras de videovigilância, mas não é muito claro (...) Estamos à procura dele", disse Prayut Chan-O-Cha, acrescentando que se acredita que este suspeito pertença a um "grupo anti-governo com sede no nordeste da Tailândia", o bastião do grupo da oposição 'Camisas Vermelhas'.

Na segunda-feira, pelas 18:30 (12:30 em Lisboa), uma bomba explodiu no templo Erawan, no centro de Banguecoque, causando a morte de pelo menos 21 pessoas e ferindo 123. Ainda não se sabe quem está por detrás do ataque.

Desde maio de 2014 que a Tailândia é governada por uma junta militar, que assumiu o poder depois de meses de violentos protestos contra o ex-Governo eleito.

O país, uma monarquia, continua tenso e profundamente dividido, mais de uma década depois de uma grande turbulência política, que inclui dois golpes de Estado.

  • Chamas passaram por cima da A23
    1:06

    País

    A A23 esteve cortada ao longo do dia por causa do fumo e das chamas. Em direto para a SIC Notícias, perto das 18h30, os repórteres da SIC presenciaram o momento em que o fogo passou por cima da autoestrada da Beira Interior.

  • Várias povoações evacuadas no concelho de Nisa

    País

    Várias povoações do concelho de Nisa, no distrito de Portalegre, foram esta quarta-feira à noite evacuadas, devido à ameaça do incêndio que lavra no concelho, disse à agência Lusa a presidente do município, Idalina Trindade.

  • "Só numa ditadura é possível tentar esconder o número de vítimas"
    0:51

    Tragédia em Pedrógão Grande

    O primeiro-ministro diz que é "lamentável" a tentativa de aproveitamento político à volta dos incêndios. António Costa esteve esta quarta-feira à tarde na Autoridade Nacional de Proteção Civil e, no final do briefing, disse que é preciso confiança nas instituições do Estado. O primeiro-ministro deixou ainda muitas críticas à oposição no caso da lista de vítimas de Pedrógão Grande.

  • E os 10 mais ricos de Portugal são...

    Economia

    A família Amorim lidera a lista dos mais ricos do país, com uma fortuna avaliada em 3840 milhões de euros. Em segundo lugar surge Alexandre Soares dos Santos com 2532 milhões de euros. A família Guimarães de Mello ainda entra para o top 3, com um valor de 1471 milhões de euros. A lista foi elaborada pela revista EXAME, que conclui que os ricos estão ainda mais ricos, pela quarta vez consecutiva.

    Bárbara Ferreira

  • "Estou grávida! Estou a morrer!"
    1:14