sicnot

Perfil

Mundo

Templo em Banguecoque onde explodiu bomba reabre ao público

Monges budistas lideraram esta quarta-feira as orações para a reabertura do templo em Banguecoque onde uma explosão matou 20 pessoas, numa altura em que a polícia procura um homem suspeito de ter deixado a bomba no local.

A bomba explodiu no final da tarde de segunda-feira, quando o templo Erawan estava repleto de crentes e turistas, mas até agora ninguém reivindicou a autoria do ataque.

A bomba explodiu no final da tarde de segunda-feira, quando o templo Erawan estava repleto de crentes e turistas, mas até agora ninguém reivindicou a autoria do ataque.

© Athit Perawongmetha / Reuters

A bomba explodiu no final da tarde de segunda-feira, quando o templo Erawan estava repleto de crentes e turistas, mas até agora ninguém reivindicou a autoria do ataque.

A explosão da bomba na capital tailandesa matou pelo menos 11 estrangeiros, da China, Hong Kong, Singapura, Indonésia e Malásia. Mais de 100 pessoas ficaram feridas.

Segundo a polícia, uma segunda explosão no porto de Banguecoque, na terça-feira, que não causou feridos, pode estar relacionada com a primeira.

Na terça-feira, a polícia revelou imagens de um homem, aparentemente jovem, com uma t-shirt amarela e calções escuros, a entrar no templo com uma mochila.

No vídeo o rapaz pousa calmamente a mochila debaixo de um banco e afasta-se.

A bomba explodiu minutos mais tarde, levando a polícia tailandesa a considerar este homem o principal suspeito.

Lusa

  • Pelo menos 27 pessoas morreram após explosão em Banguecoque
    1:17

    Mundo

    A explosão que ocorreu em Banguecoque, na Tailândia, vitimou 27 pessoas, até ao momento. Entre as vítimas estão dois turistas chineses e um filipino. A explosão aconteceu numa zona comercial, em hora de ponta. As autoridades encontraram um segundo engenho que foi detonado e, no local, poderá estar ainda uma terceira bomba. As suspeitas recaem sobre separatistas muçulmanos do sul do país.

  • Polícia tailandesa procura jovem suspeito do atentado em Banquecoque
    2:25

    Mundo

    Um dia depois do mais mortífero ataque na Tailândia, uma segunda explosão foi ouvida em Banguecoque. De acordo com a polícia tailandesa, um engenho explosivo foi atirado de uma ponte, junto a um cais, mas acabou por cair ao rio, sem provocar vítimas. Esta segunda explosão acontece num momento em que as autoridades tailandesas procuram identificar um homem que aparece nas imagens captadas por câmaras de segurança com um comportamento suspeito.

  • Morreu o companheiro de Nelson Mandela

    Mundo

    Ahmed Kathrada, activista e ícone sul-africano que lutou ao lado de Mandela contra o "apartheid" morreu hoje aos 87 anos, informou a fundação de caridade Kathrada.

  • Mais de um milhão de crianças em risco de morrer à fome
    1:23
  • Vidas Suspensas: Delfim 353
    29:30
  • Esquerda contra a venda do Novo Banco
    1:51

    Economia

    O futuro do Novo Banco promete agitar a maioria de esquerda nas próximas semanas. O Bloco de Esquerda e o PCP estão contra os planos de privatização e insistem que a solução é nacionalizar o banco. O Bloco de Esquerda defende que privatizar 75% é o pior de dois mundos. Já o PCP diz que o banco deve ser integrado no setor público.

  • Identificadas 10 mil vítimas de violência em 2016
    1:32

    País

    Há cada vez mais homens e idosos a pedirem ajuda à Associação Portuguesa de Apoio à Vítima. Segundo o relatório anual da APAV conhecido esta segunda-feira, foram identificadas quase 10 mil vítimas de violência no ano passado. Cerca de 80% são mulheres casadas e com cerca de 50 anos.