sicnot

Perfil

Mundo

Manifestações nos EUA após a morte de jovem negro pela polícia

Dezenas de pessoas manifestaram-se na quarta-feira nas ruas de St. Louis (Missouri, Estados Unidos), localidade próxima de Ferguson, depois de um jovem negro armado ter morrido na sequência de um confronto com a polícia.

Várias pessoas foram detidas por bloquearem a circulação das ruas da cidade e por lançarem objetos, incluindo pedras da calçada, contra as forças de segurança, informou a polícia de St. Louis.

Várias pessoas foram detidas por bloquearem a circulação das ruas da cidade e por lançarem objetos, incluindo pedras da calçada, contra as forças de segurança, informou a polícia de St. Louis.

© Lawrence Bryant / Reuters

Várias pessoas foram detidas por bloquearem a circulação das ruas da cidade e por lançarem objetos, incluindo pedras da calçada, contra as forças de segurança, informou a polícia de St. Louis.

Dois agentes da polícia municipal deslocaram-se na quarta-feira, com um mandado de busca, a um dos bairros mais conflituosos da cidade, mas antes que pudessem entrar na casa, dois jovens negros fugiram pela porta traseira, informou o chefe da polícia de St. Louis, Sam Dotson.

Os agentes ordenaram aos jovens que parassem, altura em que um deles apontou uma arma a um dos polícias, que, por sua vez, dispararam contra ele quatro vezes, matando-o, explicou Dotson.

O diário local St. Louis Post-Dispatch identificou o jovem morto como Mansur Ball-Bey, de 18 anos.

"Os agentes procuravam armas, estavam ali devido a crimes violentos, à procura de pessoas que tinham cometido crimes na vizinhança", disse Dotson, esclarecendo que a arma que o falecido apontou aos polícias era roubada e que os agentes encontraram também cocaína na casa.

Várias dezenas de manifestantes negros deslocaram-se ao local dos acontecimentos e manifestaram-se contra a polícia.

St. Louis fica próxima da Ferguson, onde morreu no ano passado o jovem negro Michael Brown, baleado por um polícia branco.

Lusa

  • Duas pessoas baleadas durante homenagem a Michael Brown nos EUA

    Mundo

    Pelo menos duas pessoas foram baleadas durante as cerimónias de homenagem a Michael Brown, um jovem negro abatido há um ano por um polícia em Ferguson. Os disparos ocorreram quando a polícia tentava dispersar um grupo de manifestantes que partiu montras, assaltou lojas e tentou bloquear o trânsito no percurso definido pela marcha.

  • Vala comum com 6 mil corpos em Mossul
    1:43
  • À redescoberta da Madeira, 16 anos depois
    1:59
  • A menina que os pais queriam chamar "Allah"

    Mundo

    ZalyKha Graceful Lorraina Allah tem 22 meses, anda não sabe ler nem escrever mas já está no centro de um processo judicial contra o Estado da Georgia, nos EUA. Os pais, Elizabeth Handy e Bilal Walk, apoiados por uma ONG, exigem na justiça que o nome seja reconhecido na certidão de nascimento para que a criança possa ser inscrita na escola, na segurança social ou nos registos e notoriado. O casal já tem um filho de 3 anos que se chama Masterful Mosirah Aly Allah.

  • Acidentes em falésias matam 94 pescadores lúdicos

    País

    Mais de 90 pescadores lúdicos morreram nos últimos 19 anos e 137 ficaram feridos em 252 acidentes registados em zona rochosa ou em falésia, a maioria na zona de Lagos, Faro, segundo dados da Autoridade Marítima Nacional.

  • Partidos querem eleições a 1 de outubro
    1:35

    País

    A data para as próximas eleições autárquicas já gerou consenso. 1 de outubro é a data pedida pelos vários partidos ouvidos esta segunda-feira por António Costa. Na próxima quinta-feira, no Conselho de Ministros, o dia de ir às urnas vai ser escolhido.