sicnot

Perfil

Mundo

Polícia suspeita de dez implicados no atentado de Banguecoque

A polícia tailandesa afirmou esta quinta-feira que suspeita que pelo menos dez pessoas estejam implicadas no atentado de segunda-feira, que matou 20 pessoas em Banguecoque, segundo o portal do canal Thai PBS.

Ao final da tarde de segunda-feira uma bomba explodiu no templo Erawan matando 20 pessoas e ferindo mais de 100. O atentado ainda não foi reivindicado.

Ao final da tarde de segunda-feira uma bomba explodiu no templo Erawan matando 20 pessoas e ferindo mais de 100. O atentado ainda não foi reivindicado.

© Athit Perawongmetha / Reuters

O chefe da polícia, Somyot Poompanmuang, indicou que o ataque foi planeado por uma rede, a que alguns tailandeses disponibilizaram explosivos.

No entanto, a junta militar acredita que o ataque não foi levado a cabo por uma organização terrorista global, apesar de um estrangeiro ter sido identificado como principal suspeito.

"É improvável que seja o trabalho de um grupo terrorista internacional", disse Winthai Suvaree, porta-voz da junta militar, acrescentando que os cidadãos "chineses não eram um alvo direto".

Ao final da tarde de segunda-feira uma bomba explodiu no templo Erawan matando 20 pessoas e ferindo mais de 100. O atentado ainda não foi reivindicado.

Lusa

  • Pelo menos 27 pessoas morreram após explosão em Banguecoque
    1:17

    Mundo

    A explosão que ocorreu em Banguecoque, na Tailândia, vitimou 27 pessoas, até ao momento. Entre as vítimas estão dois turistas chineses e um filipino. A explosão aconteceu numa zona comercial, em hora de ponta. As autoridades encontraram um segundo engenho que foi detonado e, no local, poderá estar ainda uma terceira bomba. As suspeitas recaem sobre separatistas muçulmanos do sul do país.

  • Identificado suspeito de atentado na Tailândia

    Mundo

    O líder da junta militar tailandesa disse hoje que as autoridades procuram um "suspeito", que aparece nas gravações das câmaras de videovigilância, no local, em Banguecoque, onde explodiu uma bomba que matou pelo menos 21 pessoas e feriu 123.

  • Captura ilegal de cavalos-marinhos na Ria Formosa
    3:02

    País

    Há cada vez menos cavalos marinhos na Ria Formosa. Cientistas da Universidade do Algarve dizem que a maior população desta espécie no mundo, que é a que existe na Ria Formosa, está ameaçada devido à captura ilegal para o mercado asiático. Dizem que, se nada for feito para travar este fenómeno, esta espécie protegida pode desaparecer em poucos anos.