sicnot

Perfil

Mundo

Pelo menos cinco migrantes feridos em confrontos na fronteira entre Grécia e Macedónia

GALERIA DE FOTOS

Pelo menos cinco migrantes ficaram feridos quando a polícia macedónia lançou granadas de ruído junto à fronteira do país com a Grécia, disse um fotojornalista da agência de notícias AFP.

© Alexandros Avramidis / Reuter

© Alexandros Avramidis / Reuter

© Alexandros Avramidis / Reuter

© Alexandros Avramidis / Reuter

© Alexandros Avramidis / Reuter

© Ognen Teofilovski / Reuters

© Alexandros Avramidis / Reuter


Mais de 3.000 migrantes, na sua maioria sírios, estão retidos nas proximidades da cidade grega de Eidomeni, depois de a Macedónia ter declarado o estado de emergência, na quarta-feira, e enviado tropas para ajudar a conter o fluxo migratório dos que tentam atravessar a fronteira para o lado macedónio, com o objetivo de chegar ao norte da Europa.

A polícia de intervenção disparou granadas e enfrentou centenas de migrantes, incluindo mulheres e crianças, que estavam reunidos na fronteira.

As granadas provocaram nuvens de fumo e as pessoas correram para se abrigar, de acordo com o relato de um fotojornalista da agência francesa AFP.

As autoridades macedónias negam, no entanto, que tenha ocorrido qualquer conflito.

O porta-voz do ministro do Interior, Ivo Kotevski, disse à AFP que "não houve incidentes, nem bombas de gás lacrimogéneo... nada disso se passou do lado da Macedónia".

Lusa

  • "Os governos são diferentes mas o povo é o mesmo"
    0:45

    Economia

    O Presidente da República atribui o resultado do défice do ano passado ao espírito de sacrifício do povo português. Num jantar em Coimbra para assinalar o Dia do Estudante, Marcelo Rebelo de Sousa considerou ainda que o valor do défice de 2016 é a prova de que com governos diferentes conseguem-se os mesmos objetivos.

  • Recuo na saúde é primeira derrota de peso para Donald Trump
    1:18

    Mundo

    O Presidente norte-americano sofreu esta sexta-feira uma derrota de peso. O líder da Câmara dos Representantes retirou a proposta do plano de saúde de Trump, que se preparava para um chumbo na câmara baixa do Congresso. Para já, mantém-se o Obamacare.

  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.