sicnot

Perfil

Mundo

Pelo menos cinco migrantes feridos em confrontos na fronteira entre Grécia e Macedónia

GALERIA DE FOTOS

Pelo menos cinco migrantes ficaram feridos quando a polícia macedónia lançou granadas de ruído junto à fronteira do país com a Grécia, disse um fotojornalista da agência de notícias AFP.

© Alexandros Avramidis / Reuter

© Alexandros Avramidis / Reuter

© Alexandros Avramidis / Reuter

© Alexandros Avramidis / Reuter

© Alexandros Avramidis / Reuter

© Ognen Teofilovski / Reuters

© Alexandros Avramidis / Reuter


Mais de 3.000 migrantes, na sua maioria sírios, estão retidos nas proximidades da cidade grega de Eidomeni, depois de a Macedónia ter declarado o estado de emergência, na quarta-feira, e enviado tropas para ajudar a conter o fluxo migratório dos que tentam atravessar a fronteira para o lado macedónio, com o objetivo de chegar ao norte da Europa.

A polícia de intervenção disparou granadas e enfrentou centenas de migrantes, incluindo mulheres e crianças, que estavam reunidos na fronteira.

As granadas provocaram nuvens de fumo e as pessoas correram para se abrigar, de acordo com o relato de um fotojornalista da agência francesa AFP.

As autoridades macedónias negam, no entanto, que tenha ocorrido qualquer conflito.

O porta-voz do ministro do Interior, Ivo Kotevski, disse à AFP que "não houve incidentes, nem bombas de gás lacrimogéneo... nada disso se passou do lado da Macedónia".

Lusa

  • O último adeus às vítimas da tragédia de Vila Nova da Rainha
    1:37

    País

    As cerimónias fúnebres das oito vítimas mortais do incêndio na Associação de Vila Nova da Rainha realizaram-se esta terça-feira. Três delas ocorreram em simultâneo na povoação do concelho de Tondela que, no passado sábado, viu a tragédia bater-lhe à porta.

  • Fóssil humano mais antigo encontrado em Portugal entregue ao Museu de Arqueologia
    3:42

    País

    O mais antigo fóssil humano até hoje encontrado em Portugal, o "Crânio da Aroeira", foi entregue no Museu Nacional de Arqueologia, em Lisboa. Em 2014, o fóssil foi encontrado pela equipa do arqueólogo João Zilhão perto de Torres Novas e foi restaurado e estudado na Universidade Complutense de Madrid, durante dois anos e meio.

  • De "lambe rabos" a "labrego", a polémica entre Rodolfo Reis e Bruno de Carvalho
    1:30
  • O Futuro Hoje na maior feira eletrónica de consumo do mundo
    5:14