sicnot

Perfil

Mundo

Autor do ataque no comboio em França com ligações a extremistas islâmicos

O marroquino que ontem abriu fogo num comboio em França - e foi neutralizado por dois militares norte-americanos - estava referenciado por ligações ao islamismo radical e morou um ano em Espanha, até 2014, e fez uma curta passagem pela Síria.

© Pascal Rossignol / Reuters

De acordo com fontes dos serviços anti-terrorismo de Espanha, citadas hoje pelo El País, o jovem marroquino de 26 anos, Ayoub El Kahzzani, aparece nos registos como um islamita radical. O homem "manteve residência" em Espanha durante um ano, até 2014, antes de regressar a França. As mesmas fontes explicam que pouco depois viajou para a Síria, onde esteve pouco tempo, e regressou novamente a França.

Na sexta-feira, Ayoub El Kahzzani entrou num comboio que fazia o trajeto Amesterdão (Holanda) - Paris armado com uma espingarda automática Kalashnikov com nove carregadores de munições, uma pistola e uma faca.

Segundo conta o El País, pouco depois das 18:00 o homem entrou numa casa de banho e começou a carregar a arma, mas dois militares norte-americanos que seguiam como passageiros no comboio - Spencer Stone e Alex Skarlatos, respetivamente da Força Aérea e da Guarda Nacional - reconheceram o som da arma a ser carregada e esperaram o homem à saída do cubículo.

Os dois militares conseguiram neutralizar o jovem, mas este ainda conseguiu disparar a arma. Um dos militares norte-americanos ficou ferido, tal como um outro passageiro. Um dos ferimentos foi causado por bala.

A procuradoria antiterrorista de Paris abriu uma investigação ao sucedido e o ministro do Interior [Administração Interna, em Portugal], Bernard Cazeneuve, admitiu que o incidente "pode ser de natureza terrorista". O jovem foi detido na estação de Arras, no norte de França, para onde o comboio tinha sido desviado.

Já hoje, o jovem marroquino foi levado para a sede da Subdireção Antiterrorista da Polícia francesa, nos arredores de Paris.

O ministro do Interior francês, que na noite de sexta-feira esteve no local dos acontecimentos, classificou o comportamento do atacante como "extremamente perigoso" e agradeceu a intervenção dos dois militares norte-americanos, que permitiu evitar "um drama terrível". A bordo do comboio seguiam 368 passageiros.

Em janeiro último, França foi o palco de um duplo atentado terrorista contra a redação do jornal satírico Charlie Hebdo e contra um supermercado judeu em Paris, nos quais morreram 17 pessoas e os três terroristas. Os atentados foram realizados por terroristas ligados à Al Qaeda no Iémen, no caso da revista, e ao DAESH (acrónimo árabe do autodenominado Estado Islâmico), no caso do supermercado.

Lusa

  • Paulo Fonseca e Paulo Sousa fora da Liga Europa

    Liga Europa

    A segunda mão dos 16 avos-de-final da Liga Europa ficou marcada pelas eliminações de duas equipas treinadas por portugueses: a Fiorentina de Paulo Sousa e o Shakhtar Donetsk de Paulo Fonseca. Paulo Bento, no Olympiacos, e José Mourinho, no Manchester United, são os únicos técnicos lusos ainda em competição. Noutros jogos, destaque para os afastamentos do Tottenham e do Zenit. Veja aqui os resumos de todos os encontros desta noite europeia. O sorteio dos oitavos-de-final está agendado para esta sexta-feira, às 12h00, hora de Lisboa.

  • "Não preciso de ajustar contas com ninguém"
    0:49

    País

    O ex-Presidente da República insiste que José Sócrates foi desleal durante as negociações do Orçamento do Estado para 2011. Numa entrevista dada à RTP1, Cavaco Silva esclareceu ainda que não escreveu o livro de memórias para ajustar contas com o ex-primeiro-ministro.

  • Sócrates em processo judicial surpreende Cavaco
    0:18

    País

    Cavaco Silva afirmou ter ficado surpreendido com o envolvimento de José Sócrates num processo judicial. Em entrevista à RTP1 o ex-Presidente da República diz que nunca se apercebeu de qualquer "atuação legalmente menos correta" da parte de Sócrates.

  • PSD questiona funcionamento da Assembleia da República
    2:39

    Caso CGD

    O PSD e o CDS vão entregar esta sexta-feira no Parlamento o pedido para criar uma nova Comissão de Inquérito sobre a Caixa Geral de Depósitos. Os dois partidos reuniram-se esta quarta-feira para fechar o texto do requerimento. Durante o dia, o PSD considerou que o normal funcionamento da Assembleia da República está em causa, o que levou Ferro Rodrigues a defender-se e a garantir que está a ser imparcial.

  • Marcelo rejeita discussões menores na banca
    0:32

    Economia

    O Presidente da República avisa que não se devem introduzir querelas táticas e menores no sistema financeiro. Num encontro que reuniu publicamente Marcelo e Centeno, o Presidente diz que é preciso defender o interesse nacional.

  • Três dos planetas encontrados podem conter água e vida
    3:28
  • Túnel descoberto em cadeia brasileira tinha ligação a uma habitação
    0:44

    Mundo

    A polícia brasileira descobriu um túnel que ligava a cadeia de Porto Alegre a uma casa e serviria para libertar prisioneiros do estabelecimento. As autoridades detiveram sete homens e uma mulher no local. A construção permitiria uma fuga massiva que poderia chegar aos 200 mil fugitivos e estima-se que terá custado mais de 300 mil euros. A polícia do Rio Grande do Sul acredita, assim, ter impedido aquela que seria a maior fuga de prisioneiros de sempre no Estado brasileiro.

  • Secretário da Segurança Interna dos EUA desmente Donald Trump

    Mundo

    O Presidente norte-americano, Donald Trump, afirmou esta quinta-feira que os esforços do seu Governo para expulsar alguns imigrantes ilegais dos Estados Unidos "são uma operação militar", afirmação contrariada pelo seu secretário da Segurança Nacional no México.