sicnot

Perfil

Mundo

Coreia do Norte aceita discutir possível acordo de tréguas com Seul

A Coreia do Norte aceitou a proposta do governo sul-coreano para discutir um possível acordo entre os países. O encontro de alto nível decorre na cidade fronteiriça de Panmunjom, anunciou Seul.

© Kim Hong-Ji / Reuters

A Coreia do Norte ameaçou o Sul que iniciaria uma "guerra total" se Seul não suspendesse o que considera operações de propaganda.

O encontro decorre na cidade fronteiriça de Panmunjom pelas 18:00 locais (10:00 em Lisboa), de acordo com um porta-voz da presidência da Coreia do Sul.

Ao início da madrugada de hoje, a Coreia do Norte assegurou que as suas tropas estão preparadas para uma "guerra total" se Coreia do Sul não cumprir o ultimato exigido, numa altura de grande tensão militar entre os países. Pyongyang quer que Seul retire os altifalantes que emitem mensagens de propaganda contra o regime de Pyongyang na Zona Desmilitarizada (DMZ) que divide os dois países.

A Coreia do Sul disse na sexta-feira que os altifalantes, colocados na semana passada em resposta a um alegado ataque com minas por parte do Norte, "vão continuar a funcionar", segundo confirmou à Efe um porta-voz do Ministério da Defesa, o que gerou receios de um conflito de maior dimensão.

A tensão estalou na quinta-feira, quando Seul acusou Pyongyang de disparar contra uma das suas unidades militares, e respondeu com o lançamento de três dezenas de rondas de artilharia na direção do Norte.

Com Lusa

  • "Os governos são diferentes mas o povo é o mesmo"
    0:45

    Economia

    O Presidente da República atribui o resultado do défice do ano passado ao espírito de sacrifício do povo português. Num jantar em Coimbra para assinalar o Dia do Estudante, Marcelo Rebelo de Sousa considerou ainda que o valor do défice de 2016 é a prova de que com governos diferentes conseguem-se os mesmos objetivos.

  • Recuo na saúde é primeira derrota de peso para Donald Trump
    1:18

    Mundo

    O Presidente norte-americano sofreu esta sexta-feira uma derrota de peso. O líder da Câmara dos Representantes retirou a proposta do plano de saúde de Trump, que se preparava para um chumbo na câmara baixa do Congresso. Para já, mantém-se o Obamacare.

  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.