sicnot

Perfil

Mundo

Confrontos entre manifestantes e polícia no Líbano fizeram 16 feridos

GALERIA DE FOTOS

Pelo menos 16 pessoas ficaram hoje feridas em Beirute, capital do Líbano, em violentos confrontos entre a polícia e milhares de manifestantes que exigem a demissão do Governo.

© Mohamed Azakir / Reuters

© Mohamed Azakir / Reuters

© Mohamed Azakir / Reuters

WAEL HAMZEH

WAEL HAMZEH

WAEL HAMZEH

WAEL HAMZEH

WAEL HAMZEH

O protesto, em que se cantam palavras de ordem como "liberdade" ou "revolução", foi desencadeado por uma crise na recolha do lixo que se arrasta.

Os manifestantes derrubaram barreiras colocadas em frente à sede do Governo e do parlamento, cujos acessos foram bloqueados pela polícia, que respondeu com canhões de água e gás lacrimogéneo ao arremesso de garrafas, pedras e outros objetos.

No sábado, os confrontos provocaram 83 feridos.

O primeiro-ministro libanês, Tamam Salam, garantiu hoje de manhã que os agentes da autoridade que investiram contra os manifestantes no sábado seriam responsabilizados pela sua atuação, mas não conseguiu travar a indignação.

A agência de notícias estatal, a ANN, afirmou que os confrontos foram provocados por "agitadores" alegadamente infiltrados entre os manifestantes, que teriam atirado 'cocktails' Molotov contra a polícia, tendo os agentes respondido com granadas de fumo.

Um porta-voz do movimento que convocou as manifestações, Imad Bassi, afirmou que a natureza do protesto era pacífica e que recusam negociar com o Governo enquanto não forem punidos os agentes responsáveis pelos confrontos.

Lusa

  • Nova fábrica de medicamentos inaugurada na Amadora
    1:36

    País

    Uma nova fábrica de produção de fármacos foi inaugurada esta terça-feira, na Amadora. O espaço dedica-se em exclusivo à produção de um medicamento inovador, para o tratamento do excesso de potássio no sangue.