sicnot

Perfil

Mundo

Lula e Rousseff admitem crise e prometem que o Brasil vai voltar a crescer

O ex-presidente do Brasil Luiz Inácio Lula da Silva e a sua sucessora e aliada política Dilma Rousseff prometeram, no sábado, aos brasileiros que o Governo vai tirar o país da crise.

© Ueslei Marcelino / Reuters

"Há muitos brasileiros a sofrer, mas juntos vamos sair desta situação. Estamos num ano de travessia e essa travessia vai levar o Brasil a um lugar melhor. Estamos a atualizar as bases da economia e vamos voltar a crescer com todo nosso potencial", afirmou Rousseff, num vídeo de promoção do Partido dos Trabalhadores.

Por seu lado, Lula reconheceu que "a situação não é fácil" mas considerou que o Brasil "é muito grande para estar assustado com uma crise económica, por mais grave que seja".

"Vamos controlar a inflação, gerar emprego e derrotar o pessimismo. Não há dúvidas, o Brasil vai voltar a crescer", assegurou o ex-presidente, que está a ser investigado pelo Ministério Público por suspeitas de tráfico de influências para favorecer a construtora Odebrecht, após ter concluído o seu mandato.

Para o ex-presidente, o país passou por muitas crises, "algumas muito piores que a atual", e o "povo brasileiro sempre soube vencê-las".

"Não tenho a menor dúvida que também venceremos esta", acrescentou.

Os discursos dos dois políticos surgem num momento em que a popularidade de Rousseff e do Governo brasileiro se encontra em mínimos históricos devido ao enorme escândalo de corrupção envolvendo a petrolífera estatal Petrobras e a delicada situação económica do país.

Segundo as projeções oficiais, o Produto Interno Bruto do Partido vai contrair este ano 1,5%, apesar de os analistas de mercados financeiros serem mais pessimistas e preverem uma retração de 2%. A este cenário junta-se o aumento dos índices de desemprego e a subida da inflação, que pode chegar aos dois dígitos no fim do ano.

Lusa

  • Não houve negligência médica no caso do jovem que morreu em São José
    2:33

    País

    Afinal, não houve negligência médica no caso do jovem que morreu há cerca de um ano no Hospital de São José, vítima de um aneurisma. Esta é a conclusão da Ordem dos Médicos e dos peritos do Instituto de Medicina Legal. Segundo o jornal Expresso, todos os relatórios relatórios pedidos pelo Ministério Público e pelo Centro Hospitalar de Lisboa Central dizem que o corpo clínico do hospital não teve responsabilidades na morte de David Duarte.

  • Jovens estariam de fones e poderão não ter ouvido comboio a aproximar-se
    1:47

    País

    As adolescentes, de 13 e 14 anos, encontradas mortas junto à linha do norte perto de Coimbra podem não ter ouvido a aproximação do comboio, uma vez que estariam de auriculares. Os corpos só foram descobertos 36 horas depois do desaparecimento das jovens, aparentemente vítimas de um descuido fatal.

  • Patti Smith engana-se na música de Bob Dylan durante cerimónia dos Nobel
    1:49

    Mundo

    Os prémios Nobel deste ano já foram entregues. Bob Dylan não compareceu à entrega do galardão da Literatura e fez-se representar pela amiga Patti Smith, que teve um bloqueio enquanto cantava "A Hard Rain's A-Gonna Fall" do músico. O Presidente da Colômbia Juan Manuel dos Santos foi distinguido com o Nobel da paz pelo acordo que alcançou com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia.

  • CIA acredita que Trump foi ajudado por piratas informáticos russos
    1:24

    Eleições EUA 2016

    As eleições nos Estados Unidos da América já terminaram e o Presidente está eleito. Contudo, Barack Obama quer saber se os russos tentaram mesmo influenciar o voto e ao mesmo tempo perceber o que os serviços secretos aprenderam com todas as fugas de informação durante a campanha. Já a CIA diz não ter dúvidas: para os serviços secretos norte-americanos, Donald Trump foi ajudado por piratas informáticos.