sicnot

Perfil

Mundo

Um morto e nove feridos em nova explosão em fábrica de produtos químicos na China

Pelo menos uma pessoa morreu e nove ficaram feridas na sequência de uma explosão numa fábrica de produtos químicos na província chinesa de Shandong, no sábado, dez dias depois das explosões em Tianjin, informaram hoje as autoridades, citadas pela Xinhua.

Guo Xulei

A explosão, que aconteceu pelas 20:50 de sábado (13:50 em Lisboa) na localidade de Huantai provocou um incêndio, que foi apagado durante a madrugada, segundo as autoridades.

A maior preocupação prendia-se com a proximidade da fábrica a uma zona residencial, que se encontrava a um quilómetro de distância, onde muitas casas ficaram danificadas.

Segundo publica hoje a imprensa oficial chinesa, a explosão fez-se sentir num raio de dois quilómetros.

Na fábrica, propriedade da empresa Shandong Runxing Chemical Technology, produzia-se adiponitrila, um composto químico líquido inflamável que liberta gases tóxicos ao arder.

As autoridades locais insistem que não se detetou nenhuma evidência de que a explosão tenha provocado contaminação.

As causas da explosão ainda estão a ser investigadas mas acredita-se que uma das máquinas da fábrica ter-se-á incendiado, explodindo.

O incidente aconteceu dez dias depois das explosões num terminal de contentores no porto de Tianjin, o mais importante do norte da China, em que morreram pelo menos 121 pessoas e registaram-se mais de 700 feridos, com 60 pessoas ainda desaparecidas.

O acidente de Tianjin aconteceu numa zona onde eram armazenadas mais de 700 toneladas de cianeto de sódio, um composto altamente tóxico.

Lusa

  • Sporting de Braga eliminado da Liga Europa
    2:01
  • Dissolução da União Soviética aconteceu há 25 anos

    Mundo

    Assinalaram-se esta quinta-feira 25 anos desde o fim do acordo que sustentava a União Soviética. A crise começou em 80, mas aprofundou-se nos anos 90 com a ascensão de movimentos nacionalistas em praticamente todas as repúblicas soviéticas.