sicnot

Perfil

Mundo

Incêndio destrói edifício que deveria alojar refugiados na Alemanha

Um incêndio destruiu hoje um edifício devoluto que deveria transformar-se numa habitação para refugiados na localidade de Weissach im Tal, no sudoeste da Alemanha.

A polícia afirmou não serem conhecidas ainda as causas do fogo, embora não descarte a possibilidade de um ataque o de cariz xenófobo, pois não seria o primeiro a ter lugar naquela localidade.

Em 2004, um complexo para refugiados foi alvo de um atentado protagonizado por um neonazi de 17 anos que lançou dois cocktails molotov contra o prédio.

O aumento do número de refugiados representa atualmente um desafio para as autoridades alemãs, tanto do ponto de vista logístico como político.

O estado federal de Baden-Württenberg conta que, durante este ano, devem chegar 100.000 refugiados ao país.

Nos últimos meses têm-se multiplicado os ataques contra lares de refugiados em todo o país.

Atualmente, um dos focos de atenção encontra-se em Heidenau (leste), onde se registaram confrontos entre grupos neonazis e manifestantes de esquerda que se solidarizaram com os refugiados.

O vice-chanceler e ministro da Economia alemão, Sigmar Gabriel, viaja hoje para Heidenau.

Lusa

  • Vidas de fogo
    12:04

    Reportagem Especial

    Este ano durante o período mais crítico dos fogos, estão no terreno quase dez mil operacionais, a maioria bombeiros voluntários. A Reportagem Especial da SIC deste domingo "Vidas de fogo" dá a conhecer histórias de bombeiros que sobreviveram às chamas enquanto serviam o país.

  • Portugal "precisa avançar no trabalho" para reduzir crédito malparado
    1:36

    Economia

    Bruxelas recomenda e insiste que o Governo português avance no trabalho para resolver o crédito malparado. Em entrevista à SIC e ao Expresso, o vice-Presidente da Comissão para o Euro e Estabilidade Financeira, Valdis Dombrovskis, adianta que Bruxelas está também a preparar um Plano de Ação ao nível europeu.

    Entrevista SIC/Expresso

  • Líder do Daesh abatido durante fuga

    Daesh

    Um líder do Daesh e o assistente foram abatidos pela polícia iraquiana, em Mossul. A notícia é avançada pela agência EFE que esclarece que os dois homens terão sido mortos enquanto fugiam do Oeste para Este da cidade iraquiana através do rio Tigre.