sicnot

Perfil

Mundo

Atacante do TGV em França tinha 270 munições de espingarda de assalto

O autor do ataque perpetrado na sexta-feira no comboio que fazia a ligação Amsterdão-Paris tinha uma AKM (versão da famosa espingarda de assalto 'Kalashnikov'), 270 munições e uma garrafa de meio litro com combustível, segundo fonte judicial.

Os investigadores franceses determinaram que Ayoub el-Khazzani, marroquino de 25 anos, chegou à Europa a 04 de junho num voo a partir da Turquia, revelou hoje o procurador da República François Molins, em conferência de imprensa citada pela agência noticiosa France Presse (AFP).

O suspeito compareceu hoje à tarde perante o Palácio de Justiça de Paris, onde chegou a bordo de um carro sem identificação da polícia, de pés descalços, olhos vendados, vestido com uma bata de hospital e algemado, segundo imagens do canal televisivo francês iTELE.

Os magistrados deverão aprovar a instauração da sua acusação e a sua colocação em prisão preventiva.

Ayoub el-Khazzani nega ter tentado perpetrar um atentado terrorista, defendendo que apenas queria roubar os passageiros do comboio.

No entanto, uma análise ao seu telemóvel revelou que o atacante visualizou um vídeo de cantos 'jihadistas' no sítio da Internet de partilha de vídeos Youtube antes de entrar no comboio, na sexta-feira, segundo fonte ligada ao processo citada pela AFP.

Ayoub el-Khazzani "viu o vídeo entre o momento em que comprou o bilhete e o momento em que entrou no comboio", algumas horas depois, segundo a fonte.

Num discurso perante os embaixadores franceses reunidos em Paris, o Presidente François Hollande afirmou que o ataque deve incitar a França a estar preparada para mais atentados.

"Estamos expostos, e a agressão de sexta-feira poderia ter sido uma carnificina monstruosa sem a coragem de vários passageiros, nomeadamente militares norte-americanos", acrescentou.

De acordo com as autoridades, o atentado teria "sem dúvida" sido uma tragédia sem a intervenção dos passageiros que dominaram Ayoub El Khazzani, quando este saiu da casa de banho fortemente armado.

Lusa

  • Drone inglês evita execução do Daesh na Síria
    2:08

    Mundo

    A Força Aérea britânica divulgou esta terça-feira um vídeo que mostra um drone a parar uma execução pública que estaria prestes a acontecer às mãos do Daesh, na Síria. As imagens, apesar de cortadas pelo Ministério da Defesa do Reino Unido, mostram várias pessoas na rua, uma explosão e, depois, a fuga.

  • Atrás das Câmaras em Fátima
    2:48
  • Como fazer negócios no mercado dos leilões
    7:15
  • PS quer reconquistar poder em Vila Viçosa
    2:06

    Autárquicas 2017

    Ana Catarina Mendes insistiu na ideia de que o PSD escolheu um modo perigoso de fazer campanha, ao insistir nas críticas à lei da imigração. Ana Catarina Mendes, secretária-geral adjunta do PS, esteve esta quarta-feira em campanha no distrito de Évora.

  • Troca de argumentos entre Medina e Cristas marca campanha em Lisboa
    2:34

    Autárquicas 2017

    Esta quarta-feira o dia de campanha em Lisboa ficou marcado por uma troca de argumentos entre Fernando Medina e Assunção Cristas. O atual presidente da Câmara acusa a candidata do CDS de não respeitar os lisboetas por admitir que pode não exercer o cargo de vereadora até ao fim do mandato. Já Assunção Cristas garante que se for eleita cumpre o mandato até ao fim.

  • "Não toleramos ameaças de ninguém"
    2:13
  • Número de tartarugas marinhas está a aumentar

    Mundo

    O número de tartarugas marinhas está a crescer, levando investigadores a considerar que os esforços para salvar estes animais são uma "história de sucesso da conservação global", indica um estudo divulgado esta quarta-feira.

  • Tubarões vivem mais tempo do que se pensava

    Mundo

    Uma revisão de dados sobre avaliação da idade dos tubarões revela que muitas espécies têm maior longevidade do que se pensava, o que poderá obrigar a uma revisão dos planos de conservação das mais ameaçadas.

  • Como mudar um templo com 135 anos e 2 mil toneladas... de lugar

    Mundo

    Um templo budista do século XIX é um dos mais populares em Xangai, na China. Visitado diariamente por milhares de pessoas, precisava de ser relocalizado para evitar que uma tragédia acontecesse. E mesmo pesando cerca de duas mil toneladas, a missão acabou por se provar possível.

  • Casal morre com horas de diferença depois de 75 anos de casamento

    Mundo

    George e Jean Spear morreram no passado dia 15 de setembro, no hospital de Queensway Carleton, em Ottawa (Canadá), depois de terem celebrado 75 anos de casamento em agosto. A britânica de 94 anos conheceu o candaniano em 1941, num salão de bailes, em Londres. George Spear servia as Forças Armadas durante a Segunda Guerra Mundial.

    SIC