sicnot

Perfil

Mundo

Coreia do Sul desliga altifalantes na fronteira com o Norte

A Coreia do Sul desligou hoje os altifalantes que emitiam propaganda na fronteira contra o regime norte-coreano, depois de Seul e Pyongyang terem alcançado um acordo para travar o clima de tensão militar na península.

Reuters

"As retransmissões foram suspensas às 12:00 [04:00 em Lisboa] tal como foi acordado", informou um porta-voz do Ministério da Defesa de Seul à agência Efe, ressalvando, porém, que ainda não foram desinstalados.

O acordo selado horas antes por representantes de alto nível das duas Coreias prevê a suspensão das transmissões de propaganda sul-coreana contra a Coreia do Norte "a menos que suceda algo anormal".

Estas transmissões, consideradas como uma potente arma no quadro da "guerra psicológica" de Seul contra Pyongyang, figuraram como o principal foco de tensão nos últimos dias.

A Coreia do Sul colocou em funcionamento os altifalantes na semana passada -- quebrando o silêncio de 11 anos -- como represália contra a Coreia do Norte pela explosão de três minas que feriram gravemente dois soldados sul-coreanos que patrulhavam a fronteira.

No âmbito do acordo logrado ao fim de duas rondas de uma maratona negocial -- de dois dias e meio -- Pyongyang lamentou o incidente com as minas -- embora não reconhecendo explicitamente a sua autoria -- enquanto Seul aceitou desligar os altifalantes.

Com o fim da crise militar -- os contingentes de ambos os lados chegaram a estar em alerta após uma breve troca de tiros na zona fronteiriça na quinta-feira -- é esperada uma melhoria nas relações entre as duas Coreias que se comprometeram a manter conversações e a organizar a primeira reunião em mais de um ano e meio de famílias separadas desde a Guerra da Coreia (1950-53).

  • Traço contínuo às curvas
    2:42
  • Quando se pode circular pela esquerda? A GNR explica (e fiscaliza)
    5:46

    Edição da Manhã

    A regra aplica-se a autoestradas e outras vias com esse perfil mas dentro das localidades há exceções. A Guarda Nacional Republicana está a promover em todo o território nacional várias ações de sensibilização e fiscalização no sentido de prevenir e reprimir a circulação de veículos pela via do meio ou da esquerda quando não exista tráfego nas vias da direita. O major Paulo Gomes, da GNR, esteve na Edição da Manhã. 

  • Jovens impedidas de embarcar de leggings

    Mundo

    A moda das calças-elásticas-super-justas volta a fazer estragos. Desta vez nos EUA onde duas adolescentes foram impedidas de embarcar num voo da United Airlines devido à indumentária, que não cumpria com as regras dos tripulantes ou acompanhantes da companhia aérea norte-americana.

    Manuela Vicêncio

  • Cristas calcula défice de 3,7% sem "cortes cegos" das cativações
    0:45

    Economia

    Assunção Cristas diz que o défice de 2,1% só foi conseguido porque o Governo fez cortes cegos na despesa pública. Esta manhã, depois de visitar uma unidade de cuidados continuados em Sintra, a presidente do CDS-PP afirmou que, pelas contas do partido, sem cativações, o défice estaria nos 3,7%.

  • O pedido de desculpas de Dijsselbloem
    2:12

    Mundo

    O Governo português continua a mostrar a indignação que diz sentir perante as declarações do presidente do Eurogrupo. O ministro dos Negócios Estrangeiros português garante que com Dijsselbloem "não há conversa possível". Jeroen Dijsselbloem começou por recusar pedir desculpa mas depois cedeu perante a onda de indignação.