sicnot

Perfil

Mundo

Homem mais rico da China perdeu 3,2 mil milhões de euros na 2ª feira

Wang Jianlin, o homem mais rico da China, perdeu 3,6 mil milhões de dólares (3,2 mil milhões de euros) na segunda-feira, na derrocada das bolsas mundiais.

© Tyrone Siu / Reuters

O presidente e fundador do grupo Dalian Wanda, especializado no mercado imobiliário e no setor do entretenimento, perdeu mais de 10% da sua fortuna, segundo o índice de milionários da Bloomberg, que segue as fortunas das pessoas mais ricas do mundo.

A bolsa de Xangai caiu na segunda-feira 8,49%, a maior descida num só dia desde 2007, quando aumenta o receio de que o abrandamento da segunda economia mundial penalize o crescimento global. Hoje, a bolsa de Xangai voltou a cair 7,63%.

Wang Jianlin terá sido o maior perdedor na segunda-feira, segundo o índice Bloomberg, atualizado no fim de cada dia.

Apesar das pesadas perdas registadas na segunda-feira, a fortuna de Wang registou este ano um aumento de seis mil milhões de dólares (5,3 mil milhões de euros).

Jack Ma, detentor da segunda maior fortuna chinesa e fundador do gigante de comércio eletrónico Alibaba, perdeu "apenas" 545 milhões de dólares (479 milhões de euros), segundo o índice.

Lusa

  • Obama diz que Guterres "tem uma reputação extraordinária"
    1:38

    Mundo

    António Guterres diz que vai trabalhar com Barack Obama e também com Donald Trump, na reforma das Nações Unidas. O futuro secretário-geral da ONU foi recebido por Obama, na Casa Branca, onde recebeu vários elogios do presidente norte-americano.

  • Mãe do guarda-redes da Chapecoense comove o Brasil
    1:37
  • Dezenas de mortos em bombardeamentos do Daesh em Mossul

    Daesh

    Dezenas de civis, entre os quais várias crianças, morreram e outros ficaram feridos em ataques de morteiro efetuados pelo grupo extremista Daesh em Mossul, disse à agência Efe o vice-comandante das forças antiterroristas iraquianas.

  • Morreu o palhaço que fazia rir as crianças de Alepo

    Mundo

    Anas al-Basha, mais conhecido como o Palhaço de Alepo, morreu esta terça-feira durante um bombardeamento aéreo na zona dominada pelos rebeldes. O funcionário público mascarava-se de palhaço para ajudar a trazer algum conforto e alegria às crianças sírias, que vivem no meio de uma guerra civil.

  • Tribunal chinês iliba jovem executado há 21 anos

    Mundo

    Nie Shubin foi fuzilado em 1995, na altura com 20 anos, depois de ter sido condenado por violação e assassinato de uma mulher, na cidade de Shijiazhuang. Agora, a justiça chinesa vem dizer que, afinal, o jovem era inocente, uma vez que não foram encontradas provas suficientes para o condenar.