sicnot

Perfil

Mundo

Três mortos e vários feridos graves num tiroteio no norte de França

Pelo menos três pessoas morreram e várias ficaram feridas com gravidade num tiroteio que aconteceu num acampamento nómada em Roye, no norte de França, anunciou hoje o Ministro do Interior francês, Bernard Cazeneuve.

YOAN VALAT

Segundo o ministro, um homem entrou nos terrenos do acampamento e matou "a sangue frio" um bebé de seis meses, uma mulher e um homem.

Para além de ter causado a morte a três pessoas, o homem feriu ainda dois agentes da polícia francesa, numa segunda troca de tiros aquando da chegada destes, estando um deles em estado crítico - e uma criança de três anos.

O diário local Courrier Picard adiantou que o tiroteio aconteceu por volta das 16:30 locais (15:30 em Lisboa) no interior do acampamento, perto de uma esquadra da polícia.

Em declarações à imprensa, Bernard Cazeneuve homenageou os agentes policiais pela "valentia" que tiveram ao colocar-se no caminho do criminoso, evitando, desta forma, mais mortes.

Ao local do tiroteio compareceram as forças de segurança e os bombeiros, bem como as autoridades locais.

O autor dos disparos foi detido.

Lusa

  • Surto de hepatite A em Portugal
    2:45
  • A rã que brilha no escuro
    2:08
  • Indonésio encontrado dentro de cobra pitão

    Mundo

    Akbar Salubiro, de 25 anos, esteve perto de 24 horas desaparecido na remota ilha indonésia de Sulawesi. Acabou por ser encontrado um dia depois, no jardim da própria casa, dentro de uma pitão de 7 metros.

  • Relação de Portugal com Angola é "insubstituível"
    1:00

    País

    Paulo Portas considera que a relação de Portugal com Angola é insubstituível. Numa entrevista ao Jornal de Negócios, o ex vice-primeiro-ministro defende que o país deve ser profissional no relacionamento político com Luanda.

  • Abertura da lagoa de Santo André atrai surfistas e bodyboarders
    4:15
  • Tecnologia permite a tetraplégico mexer mão e braço

    Mundo

    Um homem que ficou tetraplégico num acidente voltou a mover-se com a ajuda da tecnologia e apenas usando o pensamento, num projeto de investigadores dos Estados Unidos divulgado esta terça-feira na revista especializada em medicina The Lancet.