sicnot

Perfil

Mundo

Dois jornalistas norte-americanos assassinados em direto

EM ATUALIZAÇÃO

Dois jornalistas do canal televisivo WDBJ do estado norte-americano de Virgínia foram hoje mortos a tiro durante uma transmissão em direto, segundo a agência France Presse (AFP).

http://www.wdbj7.com/Jornalista Alison Parker e Adam Ward, repórter de imagem foram assassinados em direto

http://www.wdbj7.com/Jornalista Alison Parker e Adam Ward, repórter de imagem foram assassinados em direto

No vídeo transmitido pela afiliada local da televisão CBS, tiros podem ser ouvidos antes de o operador de câmara, Adam Ward, cair no chão.

Alison Parker, de 24 anos, repórter que apresentava a reportagem, que faria parte do programa matinal do canal televisivo, também foi morta.

"Não sabemos o motivo", declarou o diretor, acrescentando que o atirador, cuja identidade também se desconhece, ainda está em fuga.

Vicki Gardner, diretora de uma Câmara de Comércio regional que estava a ser entrevistada, foi atingida nas costas e está a ser submetida a uma cirurgia, segundo o jornal local Roanoke Times.

Durante breves momentos, a câmara filmou a cara do atirador e segundo a AFP, a polícia está de momento a procurar o atacante.

Lusa

  • Autarca garante que não houve "touros de fogo"

    País

    O presidente da Câmara de Benavente disse esta segunda-feira à Lusa que a atividade "touros de fogo" foi retirada do programa da Festa da Amizade depois de recebido um parecer desfavorável da Direção-Geral de Veterinária.

  • Presidente do Brasil formalmente acusado de corrupção

    Mundo

    O Procurador-Geral da República do Brasil apresentou na noite de segunda-feira ao Supremo Tribunal Federal uma denúncia contra o Presidente Michel Temer e o ex-deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) pelo crime de corrupção passiva.

  • Reconquista de Mossul ao Daesh pode estar para breve
    1:27
  • Homem fala ao telefone com o filho que pensava estar morto

    Mundo

    Um norte-americano que tinha estado presente no funeral do filho recebeu, 11 dias depois, uma chamada telefónica de um homem que o pôs em contacto... com o filho que havia enterrado semana e meia antes. Tudo por causa de um erro do gabinete de medicina legal.