sicnot

Perfil

Mundo

Hungria põe mais de 2.000 polícias na fronteira com Sérvia por causa de migrantes

Mais de 2.100 polícias serão enviados para ajudar na fronteira com a Sérvia para controlar o fluxo de migrantes que atingiram números recordes nos últimos dias, anunciou hoje o chefe da polícia húngara.

Reuters

"A proteção das fronteira será reforçada com 2.106 polícias suplementares a partir de 05 de setembro", declarou Karoly Papp a jornalistas em Budapeste.

Estes reforços, chamados de "caçadores de fronteiras", irão patrulhar toda a fronteira, apoiando os já 1.000 polícias regulares que trabalham para intercetar os migrantes ilegais, referiu Papp.

O anúncio das autoridades húngaras aconteceu enquanto a polícia disparava gás lacrimogéneo contra os migrantes perto da passagem da fronteira em Roszke, onde a maioria das pessoas tentam entrar na Hungria a partir da Sérvia.

Um porta-voz da polícia disse à agência de notícias AFP que cerca de 200 migrantes tentaram deixar o centro de processamento sem serem recolhidas as suas impressões digitais.

Mais de 2.500 pessoas, o maior número diário contabilizado até agora, entrou na Hungria na terça-feira, incluindo 555 crianças.

A maioria destas pessoas é da Síria, Afeganistão e Paquistão, e tenta chegar à União Europeia (UE) atravessando a Grécia, Macedónia e Sérvia até alcançar a Hungria, que pertence à UE, rumo ao centro e norte da Europa.

  • Manuel Valls diz que Trump fez declaração de guerra à Europa

    Mundo

    O antigo primeiro-ministro francês Manuel Valls, aspirante a candidato socialista às presidenciais deste ano, considerou esta segunda-feira como uma "declaração de guerra" as afirmações do futuro Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, sobre a União Europeia.

  • Morreu o último homem que pisou a Lua

    Mundo

    O astronauta norte-americano Eugene Cernan, o último homem a pisar a Lua, morreu esta segunda-feira aos 82 anos, informou a agência espacial norte-americana, NASA.

  • Novo motim em prisão brasileira do Rio Grande do Norte

    Mundo

    Um motim ocorreu esta segunda-feira de madrugada numa prisão do estado brasileiro de Rio Grande do Norte, sem fazer feridos ou mortos, depois de uma rebelião numa outra prisão do mesmo estado ter feito 26 mortos no fim de semana.

  • Cheias e derrocadas destroem várias casas no Peru
    0:42

    Mundo

    Um deslizamento de terras seguido de uma inundação destruiu várias casas no Peru. As imagens mostram o momento em que o deslizamento acontece e o caos que se gerou. O trânsito ficou cortado e as inundações que se seguiram obrigaram várias pessoas a abandonar as suas habitações.