sicnot

Perfil

Mundo

Lá em casa somos nós, mais 9.000

Desengane-se se pensa que o seu agregado familiar é o que inscreve, todos os anos, no seu IRS. Lá por casa vivem muitos mais mas não se deixam ver. São pequenos, muito pequenos, aos milhares e conhecidos por fungos e bactérias.

Bactéria Streptococcus que está entre as 7.000 identificadas pelos cientistas

Bactéria Streptococcus que está entre as 7.000 identificadas pelos cientistas

Eles estão por todo lado. Fungos e bactérias. De acordo com uma investigação da Universidade do Colorado, em Boulder chegam a ser 9.000 dentro de casa.

Os cientistas analisaram 1.200 amostras de pó de habitações, nos Estados Unidos. Descobriram que o tipo de fungos e bactérias são determinados pela localização da casa, quem lá vive e pelos animais de estimação.

Noah Fierer, professor de Ecologia e Biologia Evolutiva explica: "Sabemos, há muito, que os micróbios vivem nas nossas casas. O que pertendemos, com esta investigação 'à moda antiga', é perceber de que forma variam de acordo com o espaço."

O projeto intitula-se "Vida Selvagem das Nossas Casas" e põe a nu a fauna e a flora lá de casa, ou melhor, a biota (no caso dos fungos) e microbiota (no caso das bactérias), que é como são classificadas estas formas de vida.

Os 1.200 voluntários, espalhados pelos Estados Unidos, recolheram amostras de pó, especialmente das ombreiras das portas, local onde, explicam os cientistas, é frequentemente esquecido em dia de limpezas.

Resultado: são aos milhares.

Só fungos foram descobertos 2.000 diferentes, Variam de acordo com a localização da casa e muitos chegam à boleia. "Entram nas nossas casas através das roupas que vestimos, pelas janelas e portas", explica o responsável pela investigação, Noah Fierer.

Bactérias são 7.000. Foram identificadas as mais comuns, as Staphylococcus e Streptococcus, associadas à pele humana e também as Bacteroides e Faecalibacterium, associadas às fezes.

Ficou a saber-se também que as espécies variam de acordo com o género: "Descobrimos bactérias distintas em casas habitadas por mulheres e casas onde, por exemplo, vive apenas um homem. Há bactérias mais comuns, nos corpos das mulheres e outras nos homens e isso é visível nas amostras que recebemos".

Também os animais de estimação dão um forte contributo para a variedade de fungos e bactérias dentro de casa.

O passo seguinte na investigação é saber como, quando partilhamos a casa, microrganismos incluídos, a saúde dos visitantes é afetada.

Já se sabe que os micróbios estão vulgarmente associados a doenças e alergias, mas os investigadores dizem que muitos até são inofensivos e alguns benéficos para a saúde.

"As pessoas não têm que se preocupar com os micróbios em casa. Estão à nossa volta, na nossa pele, por toda a casa e são na maioria inofensivos" reforça Noah Fierer.

  • Trump eleito personalidade do ano pela revista Time

    Mundo

    O Presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, foi eleito personalidade do ano pla revista Time. O título é atribuído pela publicação norte-americana há quase 90 anos para distinguir a figura que marcou o ano.

  • Cerca de 100 mortos e dezenas de desaparecidos após sismo na Indonésia
    1:24
  • As camisolas de Natal da família real britânica

    Mundo

    O espírito natalício invadiu ontem o Museu Madame Tussauds, em Londres. Foram reveladas as novas figuras de cera da família real britânica - cada membro enverga uma camisola de espírito festivo, com cãezinhos "reais" e "gingerbreadmen" de gosto duvidoso.

  • Os dias na Terra estão a ficar mais longos

    Mundo

    Os dias estão a tornar-se mais longos, mas impercetivelmente, porque vão ser precisos 6,7 milhões de anos para aumentarem um minuto, segundo um estudo publicado quarta-feira pela Proceedings A da Royal Society britânica.

  • Com este vamos arrancar-lhe uma lagriminha!

    Mundo

    Nesta redação, não se vive só de notícias. Também gostamos de nos emocionar com o mundo virtual. Imbuídos pela quadra natalícia, decidimos partilhar este vídeo polaco consigo. O que é preciso para o emocionar? Um tema com uma mensagem simples e que nos faça lembrar que somos todos feitos de carne e osso. Um toque de humor. Um sentimento sazonal, mas nunca em excesso. Um cão [é preciso haver sempre um cão]. Um enredo e algum suspense que nos prenda ao écran. Algo que nos faça engolir em seco. Foi isto que fez um site de vendas online com um anúncio com o título: "Inglês para principiantes". Então? Atingimos o nosso objetivo? Com ou sem lágrima?

  • Leica: a marca lendária entre os fotógrafos
    5:54
    Futuro Hoje

    Futuro Hoje

    3ª FEIRA NO JORNAL DA NOITE

    A Leica, das famosas máquinas fotográficas, abriu na semana passada a primeira loja em Portugal. Grande parte da produção da marca alemã é feita em Lousado, em Vila Nova de Famalicão, há 43 anos.