sicnot

Perfil

Mundo

Merkel vaiada à chegada ao centro de refugiados atacado por neonazis

A chanceler alemã, Angela Merkel, foi hoje vaiada por manifestantes à chegada ao centro de refugiados de Heidenau (Saxónia, leste) que no fim de semana foi atacado por simpatizantes da extrema-direita.

© Axel Schmidt / Reuters

Do lado oposto da estrada, cerca de 200 pessoas vaiaram Merkel e gritaram frases como "traidora, traidora" e "somos esta gente".

A segunda frase é uma referência às palavras ditas na segunda-feira pelo "número dois" do governo, Sigmar Gabriel, que numa visita ao local, referindo-se aos atacantes, afirmou: "Para esta gente só há uma resposta: polícia, justiça e, se necessário, prisão".

"Preocupa-te primeiro com os teus", gritou uma idosa na direção de Angela Merkel, enquanto vários automóveis que passavam na rua buzinavam, respondendo a apelos lançados por grupos extremistas nas redes sociais.

Angela Merkel foi recebida pelo primeiro-ministro do governo da Saxónia, Stanislaw Tillich, e pelo presidente da câmara de Heidenau, Jürgen Opitz, e entrou no centro de refugiados sem fazer declarações, reunindo-se em seguida com funcionários e voluntários.

Na segunda-feira, a chanceler qualificou a violência em Heidenau de "repugnante" e considerou "vergonhoso" que "famílias com crianças" participem em manifestações xenófobas.

No protesto de hoje, segundo jornalistas no local, participaram pessoas de todas as idades, de idosos a jovens mães com crianças.

Um forte dispositivo policial mantém-se em volta do centro, recentemente aberto para acolher até 600 refugiados.

Nas noites de sexta-feira e de sábado passados, dezenas de pessoas ficaram feridas em confrontos que opuseram a polícia a manifestantes de extrema-direita convocados pelo partido neonazi NPD para protestar contra a abertura do centro.

Os ataques contra centros de refugiados têm-se multiplicado na Alemanha, um dos principais países de acolhimento na Europa.

Nos primeiros seis meses de 2015, registaram-se cerca de 200 ataques desse tipo, segundo números do Ministério do Interior.

A Alemanha reviu na semana passada em alta a estimativa de refugiados que deverá receber em 2015, elevando-a a 800.000 pessoas, cerca de quatro vezes mais que em 2014.

Lusa

  • Leão de Ouro de Souto de Moura faz "muito bem à alma" dos portugueses
    1:53
  • "Sonho com um futuro melhor", o desejo de um jovem sírio em Portugal
    2:12

    País

    Mais de 50 jovens sírios chegaram esta madrugada a Lisboa, para iniciarem o novo ano letivo, em Portugal. Sonham com um futuro melhor. Sonham com uma educação melhor. Os 54 estudantes vieram ao abrigo do programa lançado pelo antigo Presidente da República, Jorge Sampaio, que nos últimos anos já deu uma nova oportunidade a cerca de 200 alunos.

  • Na linha do triunfo
    16:49
  • Chamas do incêndio no Europa Park na Alemanha atingiram os 15 metros de altura
    0:57