sicnot

Perfil

Mundo

Morreu o suspeito de assassinar dois jornalistas nos EUA

ÚLTIMA HORA

O suspeito de assassinar dois jornalistas, nos Estados Unidos, morreu depois de ter disparado sobre si próprio. As autoridades anunciaram que Vester Lee Flanigan acabou por morrer no hospital.

Vester Lee Flanagannews.sky.com

Vester Lee Flanagannews.sky.com

Vester Lee Flanigan, que profissionalmente usava o nome 'Bryce Williams', era um antigo repórter daquela estação televisiva.

O atacante publicou na Internet um vídeo com imagens do crime e na sua conta na rede social Twitter deixou várias mensagens sobre o incidente, numa das quais acusava uma das vítimas de ter proferido anteriormente "fez comentários racistas".

Tanto a sua conta no Twitter como a página em seu nome no Facebook foram entretanto suspensas.

Dois jornalistas do canal televisivo WDBJ7 foram mortos a tiro hoje de manhã durante uma transmissão em direto, segundo a agência noticiosa France Presse (AFP).

No vídeo transmitido pela afiliada local da televisão CBS, tiros podem ser ouvidos antes de o operador de câmara, Adam Ward, de 27 anos, cair no chão.

Alison Parker, de 24 anos, repórter que apresentava a reportagem que faria parte do programa matinal do canal televisivo, também foi morta.

Vicki Gardner, diretora de uma Câmara de Comércio regional que estava a ser entrevistada sobre os 50 anos da sua instituição, foi atingida nas costas e foi submetida a uma cirurgia de emergência, permanecendo em situação "estável".

Inicialmente o suspeito fugiu de automóvel, o que levou a polícia a colocar barricadas nas estradas e motivou o encerramento de várias escolas na zona.

"Não sabemos o motivo", declarou o diretor da estação, Jeffrey Marks.

"Eles estavam apenas a fazer o seu trabalho", afirmou.

Contratado em 2000, o jornalista foi despedido no mesmo ano "após vários incidentes em que a sua raiva veio à superfície", tendo precisado de ser expulso do edifício da WDBJ7 pela polícia.

O governador do estado norte-americano, Terry McAuliffe, declarou estar "de coração destroçado por estas mortes sem sentido".

A WDBJ7 opera a partir da cidade de Roanoke, no estado de Virgínia, a cerca de 385 quilómetros a sudoeste da capital, Washington.

O incidente ocorreu na localidade de Moneta, perto de Roanoke.

Com Lusa

  • Rui Patrício confirmado no Wolverhampton

    Desporto

    O Wolverhampton anunciou esta segunda-feira a contratação do guarda-redes Rui Patrício, depois da rescisão com o Sporting. O guarda-redes da seleção nacional assinou contrato com o clube inglês por quatro épocas.

    SIC

  • Novo treinador do Sporting diz que mulheres não estão preparadas para falar de futebol
    1:23
  • Salto de Cristiano Ronaldo inspira dança afro-beat

    Desporto

    Uma música humorística afro-beat, publicada nas redes sociais e inspirada nos saltos de Cristiano Ronaldo quando marca golos, está a ser replicada na internet com dezenas de coreografias filmadas, muitas das quais em França.

  • Ronaldo no País dos Sovietes: As religiões praticadas na Rússia
    1:55
  • "Estamos a plantar fósforos"
    2:09

    Opinião

    O calor regressou esta segunda-feira em força e no terreno estiveram quase 1300 bombeiros a combater 70 fogos por todo o país. Depois da tragédia de Pedrógão Grande, o Presidente da República diz que a consciência do país mudou mas é preciso fazer mais. Já Miguel Sousa Tavares diz que o país está mais preparado para combater os incêndios do que alguma vez esteve. No entanto, o comentador da SIC diz que já foram plantados mais de "2500 hectares de eucaliptos" desde Pedrógão e que enquanto isso acontecer Portugal vai continuar a arder. 

    Miguel Sousa Tavares

  • Merkel tem duas semanas para negociar solução para crise migratória

    Mundo

    A chanceler alemã tem duas semanas para negociar com os parceiros europeus uma solução para a questão migratória e assim evitar uma crise política. O ultimato foi dado pelo CSU, o partido da Baviera que integra a coligação governamental. Ao contrário de Angela Merkel, defende uma política para os refugiados mais estrita.

  • Pai de Meghan Markle lamenta ser "nota de rodapé" no casamento real
    2:03
  • Quando as crianças fazem das suas... os pais é que pagam

    Mundo

    Quando as crianças fazem das suas, restam os pais para as castigar ou, em alguns casos, para sofrer as consequências desses atos. Quem o pode dizer é um casal norte-americano, que recebeu uma fatura de 132 mil dólares (cerca de 114 mil euros), depois de o filho ter derrubado uma estátua num centro comunitário.

    SIC