sicnot

Perfil

Mundo

Recém-nascido morre depois de mordido por rato em hospital indiano

Um recém-nascido morreu depois de ter sido mordido por ratos num hospital público no sul da Índia, revelou hoje a mãe.

Arquivo

Arquivo

© Adnan Abidi / Reuters

Três responsáveis sanitários foram suspensos, na sequência deste incidente no hospital público Guntur no estado de Andhra Pradesh, onde o menino, com dez dias, estava internado na unidade de cuidados intensivos neo-natal devido a problemas urinários.

A mãe, Chavali Lakshmi, afirmou ter alertado o pessoal depois de ter visto marcas de mordeduras nos dedos do bebé.

O ministro-chefe do estado de Andhra Pradesh, N. Chandrababu Naidu, anunciou a suspensão de três responsáveis sanitários e abertura de um inquérito ao incidente.

O principal responsável do hospital T. Venugopala Rao afirmou ao jornal Times of India que, depois de várias queixas, tinham sido colocadas ratoeiras na unidade de cuidados intensivos neo-natal, considerando que a morte do bebé "é um incidente infeliz".

A maioria dos 1,2 mil milhões de habitantes da Índia depende dos hospitais públicos, com falta de pessoal e recursos, para ter cuidados médicos gratuitos.

No ano passado, um hospital no estado de Madhya Pradesh, no centro do país, contratou equipas de desratização, na sequência de várias queixas de doentes mordidos por ratos.

Lusa

  • O perfil do homicida de Barcelos
    2:42

    País

    Adelino Gomes Briote já tinha sido condenado por ofensas à integridade física da sogra e de uma filha. Em seis meses esta foi a segunda vez que o homem acusado do quádruplo homicídio em Barcelos esteve perante a justiça.

  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
  • Trump diz que Obamacare vai "colapsar"

    Mundo

    O Presidente norte-americano tentou desvalorizar a derrota política sofrida na sexta-feira no Congresso, ao desistir da revogação da lei de saúde pública do seu antecessor, conhecida como Obamacare, afirmando que esta vai colapsar por si mesma.

  • Milhares nas cerimónias fúnebres de dirigente do Hamas

    Mundo

    Milhares de palestinianos participaram nas cerimónias fúnebres de um dirigente do Hamas, assassinado esta sexta-feira, na Faixa de Gaza. Vários homens armados acompanharam o cortejo fúnebre até à mesquita, onde se fizeram as últimas orações.

  • Guerra na Síria não dá tréguas
    1:51

    Mundo

    Na Síria e ao mesmo tempo que decorrem novas negociações de paz, a guerra não dá tréguas. As imagens mostram o resultados dos últimos raides aéreos nos subúrbios de Damasco. O balanço provisório é de mais de 30 mortos e pelo menos 50 feridos.