sicnot

Perfil

Mundo

Trump reforça vantagem entre candidatos republicanos

Donald Trump reforçou a vantagem entre os candidatos à nomeação republicana para as presidenciais de 2016 nos Estados Unidos, mas seria vencido pela democrata Hillary Clinton, apesar de esta ter perdido apoio, segundo uma sondagem divulgada hoje.

© Ben Brewer / Reuters

No confronto entre republicanos e democratas a vitória mais confortável sobre Trump seria no entanto de Joe Biden, o vice-presidente, que foi considerado nesta sondagem apesar de até ao momento não ter apresentado uma candidatura.

Donald Trump é o mais popular dos 17 candidatos às primárias do Partido Republicano, com 28% das intenções de voto.

O resultado é o mais alto registado até agora pelo magnata e representa uma subida de oito pontos percentuais em relação à anterior sondagem da Universidade Quinnipiac, realizada em julho.

O segundo republicano mais bem colocado é o neurocirurgião Ben Carson, com 12% de intenções de voto, seguido do ex-governador da Florida Jeb Bush e dos senadores Ted Cruz e Marco Rubio, cada um com 7%.

"Os restantes aspirantes republicanos parecem estar a desaparecer. Trump demonstra que não é necessário ser apreciado para ser o primeiro", considerou o diretor-adjunto do departamento de sondagens da universidade, Tim Malloy.

Do lado do Partido Democrata, o apoio a Hillary Clinton desceu dos 55% registados em julho para 45%, ao mesmo tempo que o seu principal concorrente à nomeação democrata, o senador Bernie Sanders, obteve o melhor 'score' até à data: 22%.

Mesmo não sendo candidato, Joe Biden obteve 18% das intenções de voto e é o democrata mais bem colocado numa confrontação entre republicanos-democratas, apresentando uma vantagem de oito pontos percentuais em relação a Donald Trump.

Se o adversário republicano fosse Jeb Bush, Biden venceria com seis pontos de vantagem, e se fosse Marco Rubio com três.

Hillary Clinton também sairia vencedora destes confrontos, embora com vantagens menores: mais quatro pontos que Trump, dois que Bush e um que Rubio.

A sondagem da Universidade Quinnipiac foi realizada entre 20 e 25 de agosto através de entrevistas telefónicas a 1.563 norte-americanos inscritos nas listas eleitorais e tem uma margem de erro de 2,5%.

Lusa

  • Trump quer expulsar todos os imigrantes ilegais dos EUA
    1:32

    Mundo

    O republicano Donald Trump, pré-candidato à presidência dos Estados Unidos, promete deportar todos os imigrantes ilegais do país caso venha a ser eleito para a Casa Branca. Trump quer ainda anular os decretos que impedem a expulsão de filhos de imigrantes ilegais nascidos em solo norte-americano.

  • Casa nova de CR7 custou perto de 17 milhões de euros
    1:24

    Desporto

    Cristiano Ronaldo comprou uma casa nova. Fica em nova Iorque, na Trump Tower, edifício que pertence a Donald Trump, candidato à presidência dos Estados Unidos. O jogador português terá como vizinho o ator Bruce Willis. O craque português pagou 16,8 milhões de euros.

  • Donald Trump expulsa jornalista de conferência de imprensa
    0:34

    Mundo

    Mais uma conferência de imprensa, mais uma polémica com Donald Trump. Os seguranças expulsaram da sala um jornalista considerado impertinente. Jorge Ramos, de origem mexicana, questionou Trump para saber se quer deportar milhões de imigrantes ilegais ou construir um muro de 3000 quilómetros na fronteira com o México. Mais tarde, o jornalista e Donald Trump acabaram por se encontrar e conversar calmamente.

  • "Estamos vivos"
    11:41

    Reportagem Especial

    Os incêndios de 15 de outubro provocaram sete milhões de euros de prejuízos em empresas da região Norte. Castelo de Paiva foi o concelho mais atingido, o fogo destruiu várias casas e empresas que davam trabalho a cerca de 200 pessoas. Um mês depois do incêndio, a Reportagem Especial da SIC foi ver o que está a ser feito para ajudar a população.

  • Administrador recebia 420 mil € por ano quando aldeamento passava dificuldades
    4:39

    Operação Marquês

    A Caixa Geral de Depósitos tentou cortar para metade o salário do presidente do Conselho de Administração de Vale do Lobo, mas não conseguiu. Diogo Gaspar Ferreira ganhava 420 mil euros por ano, quando o empreendimento estava enterrado em dívidas. A Autoridade Tributária estima também que o arguido da Operação Marquês não tenha declarado 400 mil euros pagos pelo aldeamento.

  • Estudante português desaparecido no mar Báltico

    País

    Um jovem português de 21 anos desapareceu na segunda-feira, dia 13 de novembro, enquanto fazia uma viagem de cruzeiro entre a cidade finlandesa de Helsínquia e a capital da Suécia, Estocolmo. As autoridades locais fizeram buscas na madrugada em que Diogo Penalva caiu ao mar Báltico, por volta das duas da manhã.

  • Notas e moedas têm os dias contados?
    6:27
  • Marcelo e Costa unidos contra contagem do tempo integral de serviço dos professores
    2:45

    País

    Em menos de 24 horas, o Presidente da República e o primeiro-ministro deram publicamente sinais de que estão unidos contra a contagem de todo o tempo de serviço de professores e outros agentes do Estado para efeitos salariais. Marcelo Rebelo de Sousa e António Costa disseram que essa possibilidade é uma ilusão e que o país não tem condições para voltar aos níveis anteriores à crise.

  • Político oferece 1,3 milhões por decapitação de atriz

    Mundo

    Deepika Padukone é uma das personagens principais do filme que retrata a relação entre uma rainha hindu e um governante muçulmano. O filme enfureceu um político do Governo indiano, que ofereceu 1,3 milhões de euros como recompensa a quem decapitasse a atriz. A polícia já destacou agentes para proteger a atriz, bem como a sua família.

  • Paris inaugura primeiro restaurante naturista

    Mundo

    Para entrar, é preciso retirar a roupa e apenas as mulheres podem permanecer calçadas. O primeiro restaurante naturista de Paris abriu em novembro para responder a uma necessidade em França, principal destino do mundo para os praticantes de nudismo.

  • Peru faz aparição especial na Casa Branca
    1:10

    Mundo

    Os norte-americanos estão a preparar-se para o tradicional Dia de Ação de Graças, assinalado na próxima quinta-feira. O tradicional peru fez esta terça-feira uma aparição especial na sala de conferências de imprensa, na Casa Branca, em Washington. O peru é o prato tradicional no Dia de Ação de Graças, uma data de louvor a Deus, que remonta ao século XVII e que é celebrada na quarta quinta-feira de novembro, sobretudo nos Estados Unidos da América e no Canadá.

  • Sara Sampaio brilha em Xangai
    1:50