sicnot

Perfil

Mundo

Polícia espanhola faz buscas à sede do partido do presidente regional da Catalunha

A polícia espanhola realizou hoje buscas à sede de uma fundação do partido do presidente do governo regional da Catalunha, Artur Mas, por suspeitas de corrupção, numa operação a menos de um mês das eleições na região.

Manu Fernandez

O partido de Artur Mas, a Convergència Democràtica de Catalunya (CDC), apresenta-se nas eleições autonómicas de 27 de setembro com um programa que visa a independência da Catalunha.

A operação policial surge a poucas horas do primeiro grande ato de pré-campanha da coligação "Junts pel sí" (Juntos pelo Sim) - que integra a CDC, organizações da sociedade civil e vários partidos de esquerda.

Francesc Homs, conselheiro da presidência da Generalitat [Governo Regional da Catalunha], considerou hoje que a operação policial na Fundación CatDem é uma manobra "dos poderes do Estado" espanhol para prejudicar a CDC nas eleições.

"É um ato de campanha eleitoral com o intuito de prejudicar. Nada tem a ver com a vontade de obter justiça. É para prejudicar e montar um espetáculo televisivo. Esta não é a forma de agir de Estado democrático e de Direito", afirmou Homs em conferência de imprensa no parlamento catalão.

Homs assegurou que elementos do Estado avisaram as várias televisões na noite de quinta-feira de que a polícia iria fazer buscas, o que - no seu entender - prova a vontade de prejudicar a CDC.

A plataforma liderada pela CDC - a "Junts pel sí" - encara as eleições de 27 de setembro como um plebiscito sobre a independência da Catalunha. Caso obtenha a maioria no parlamento catalão, pretende iniciar um processo de separação da Catalunha no prazo de ano e meio.

A operação policial da Guardia Civil está enquadrada numa investigaçãao ao alegado pagamento de comissões ilegais de 3% à CDC pela construtora Teyco, propriedade da família Sumarroca, com ligações ao partido.

Agentes da Guardia Civil de Tarragona, Barcelona e Madrid fizeram buscas pouco depois das 13:00 na sede da CDC, para recolher documentação. Logo pela manhã tinham feito buscas na sede da Fundación Catalanista y Demòcrata (CatDem), vinculada ao mesmo partido, bem como a quatro câmaras municipais catalães (Sant Cugat, Figueres, Sant Celoni e Lloret de Mar) que, alegadamente, terão adjudicado obras em troca de comissões.

Fontes judiciais citadas pela imprensa espanhola indicam que - quando ocorreram os alegados ilícitos - todos estes municípios tinha gestão de autarcas da CiU - a coligação Convergência e União (CiU) que então era composta pelo CDC.

A Procuradoria Anticorrupção tem vindo a reunir provas sobre o pagamento de comissões na Catalunha após o ex-presidente da Generalitat Pasqual Maragall ter acusado publicamente a CiU "de ter um problema com os 3%".

O CDC é o maior partido da Catalunha desde 1980, e já esteve sob a alçada da justiça. O seu fundador, Jordi Pujol, presidente da Catalunha durante 23 anos, foi investigado em 2014 por alegada corrupção e fraude fiscal.

Lusa

  • "Às vezes o senhor primeiro-ministro irrita-me um bocadinho"
    2:05

    País

    O Presidente da República disse esta quinta-feira de manhã que António Costa é "irritantemente otimista" por teimar em "ver violeta-rosa onde há roxo". Marcelo Rebelo de Sousa recordou ainda Mário Soares numa aula no Colégio Moderno, em Lisboa.

  • Montenegro nunca será candidato contra Passos
    0:50
  • Cientistas testam útero artificial em cordeiros prematuros

    Mundo

    Um grupo de cientistas desenvolveu um útero artificial - o Biobag - que se assemelha a uma bolsa de plástico e que ajuda no desenvolvimento de cordeiros prematuros. O método foi testado nestes animais mas os cientistas do Hospital Pediátrico de Filadélfia, nos Estados Unidos, garantem que poderá vir a ser utilizado também em bebés que nascem prematuros.

  • Exame ao sangue descobre cancro um ano antes do reaparecimento

    Mundo

    Uma equipa de investigadores britânicos descobriu uma maneira de identificar o regresso do cancro, com um ano de antecedência. Através de um exame ao sangue, a equipa conseguiu identificar os primeiros sinais da doença, uma série de células invisíveis ao raio-X e à TAC. A descoberta pode vir a permitir tratar o cancro mais cedo e, como resultado, poderá aumentar as chances de o curar.

  • Casados há 69 anos, morrem de mãos dadas com 40 minutos de diferença

    Mundo

    Isaac Vatkin, de 91 anos, morreu cerca de 40 minutos depois de Teresa, de 89 anos, no passado sábado no Highland Park Hospital, no estado norte-americano Ilinóis. "Não queríamos que fossem embora, mas não podíamos pedir que partíssem de melhor maneira", afirmou o neto William Vatkin. O casal morreu no hospital poucos dias depois de celebrarem 69 anos de casados.

  • Trump cria linha de apoio a vítimas de "extraterrestres criminosos"

    Mundo

    Quando o Governo norte-americano usa o termo "extraterrestre criminoso", refere-se a alguém que não é cidadão dos Estados Unidos da América e que foi condenado por um crime. Quando a mesma expressão é usada pelos utilizadores do Twitter, o significado é completamente diferente. Os internautas pensam na série Ficheiros Secretos e em discos voadores. Por isso, o lançamento de uma linha telefónica, por parte da Casa Branca, para as vítimas de "extraterrestres criminosos" só podia dar em confusão.